Seca do rio Negro antecipa fim de ano letivo em escolas ribeirinhas

Publicado em 04/10/2023 - 13:57 Por Madson Euler - Repórter da Rádio Nacional - São Luís

Por causa da seca no rio Negro, a prefeitura de Manaus antecipou para esta quarta-feira (4) o fim do ano letivo em pelo menos 48 escolas de 55 comunidades ribeirinhas da região.  

Segundo a prefeitura, a previsão era que o ano letivo terminasse no próximo dia 17 de outubro. Com o rio praticamente sem água, professores e alunos têm dificuldade em chegar até as escolas, com o transporte hidroviário também sem operar. O ano letivo das escolas das comunidades ribeirinhas é baseado na cheia e vazante dos rios. Assim, as aulas começam em janeiro e vão até outubro. Este calendário diferenciado está de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, que assegura 200 dias letivos e 800 horas/aula para os alunos matriculados nestas unidades de ensino.  

Ainda, segundo a prefeitura, nas escolas que têm o rio Amazonas como meio de chegada para alunos e professores, haverá um calendário especial, com aulas remotas. No caso destas escolas, a cada 15 dias, uma equipe pedagógica vai avaliar a possibilidade do retorno das atividades presenciais. 

Como a estiagem atual fez o governo do Amazonas decretar situação de emergência em pelo menos 55 municípios do estado, a Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar deu início ao programa Merenda em Casa para atender os alunos impactados pela seca severa, inclusive estes que estão em aulas remotas ou que já encerraram o período letivo.   

A previsão da secretaria é finalizar, nas próximas duas semanas, a entrega dos kits alimentares do programa, compostos por 12 itens, para os mais de dois mil alunos afetados até o momento, que residem em 120 comunidades rurais de 12 municípios do interior.  

Edição: Paula Castro

Últimas notícias
Saúde

Brasil registra mais de 45 mil casos de covid-19 entre 11/02 e 17/02

Quase 200 pessoas morreram por causa da doença este ano, de acordo com o Ministério da Saúde. A recomendação é manter a vacinação em dia e usar máscaras, sobretudo quem faz parte dos grupos de risco

Baixar arquivo
Internacional

Guterres afirma que falta de ação enfraquece Conselho de Segurança

O secretário-geral das Nações Unidas, Antônio Guterres, falou na abertura da sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra. Ele lembrou que o Conselho de Segurança vive um impasse tendo sido incapaz de agir nas questões de paz e segurança mais significativas do nosso tempo.

Baixar arquivo
Economia

Dívida Pública diminui em janeiro em relação a dezembro de 2023

A informação foi divulgada nesta segunda-feira (26) pelo Tesouro Nacional, ligado Ministério da Fazenda. A Dívida Pública Federal ficou em R$ 6,450 trilhões, incluídos os débitos do governo no Brasil e no exterior.

Baixar arquivo
Política

PF deve incluir trechos de discurso de Bolsonaro em investigação

Em ato na Paulista, o ex-presidente admitiu a existência de uma minuta de texto que daria sustentação ao golpe de estado, com a decretação de estado de sítio, prisão de parlamentares e de ministros do Supremo Tribunal Federal

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Acre decreta situação de emergência por causa de enchentes

A elevação dos níveis dos rios e igarapés provocou as inundações na região. Na capital, o Rio Acre ultrapassou a cota de transbordamento e chegou a 15,92 metros. 

Baixar arquivo
Economia

Apesar da queda da Selic, bancos mantêm juros de empréstimos

Quatro dos maiores bancos do Brasil não mexeram nos juros cobrados em empréstimos pessoais entre janeiro e fevereiro. Essa informação é do Procon de São Paulo, que fez uma pesquisa com os seis principais bancos do país.

Baixar arquivo