Em Tóquio, dos 302 competidores do Brasil, 242 recebem Bolsa Atleta

Publicado em 22/07/2021 - 08:01 Por *Fabiana Sampaio - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

Se preparar para a realização de um sonho: representar o país na maior e mais importante competição esportiva do mundo. Além dos treinos intensos, cuidados com a alimentação, compra de equipamentos, viagens, também é preciso lidar com todas as responsabilidades do dia a dia de uma pessoa comum. Porque enquanto os atletas treinam, as contas não param de chegar. E a maioria dos competidores do Brasil nas Olímpiadas de Tóquio só conseguiu ter tranquilidade para treinar, devido ao apoio financeiro recebido do governo federal.

Nessas Olimpíadas, dos 302 competidores do time Brasil, 242 recebem o auxílio do programa Bolsa Atleta. O cavaleiro João Victor Oliva, que vai disputar provas do hipismo adestramento, diz que esse apoio é fundamental para que o esportista consiga focar no treinamento.

Criado em 2005, esse ano o programa alcançou o recorde de quase 7200 atletas apoiados. Para 2021, o programa conta com orçamento de mais R$ 145 milhões, o maior desde 2014.

A bolsa varia de R$ 370,00 a R$ 15 mil por mês, com o último reajuste feito há dez anos. Segundo o Ministério da Cidadania, em 2019 foi encaminhado ao Congresso Nacional um projeto de lei para aperfeiçoar o Bolsa Atleta e reajustar esses valores.

O programa atende desde esportistas de base e estudantis, a partir de 14 anos, até competidores com chances de medalha olímpica e paralímpica, que precisam estar entre os 20 primeiros do ranking mundial de sua modalidade ou prova.

O ministro da Cidadania, João Roma, traduz em números o impacto desses investimentos na delegação brasileira que está em Tóquio. "Se tirarmos o futebol masculino, que não faz parte do Bolsa Atleta, o percentual de bolsistas é cerca de 85% dos atletas que estão participando das olimpíadas em Tóquio."

O auxílio é concedido com base no desempenho, como destacou o secretário Nacional de Esportes de Alto Rendimento, Bruno Souza: "O programa é de mérito esportivo, diferente de um programa de assistencialismo esportivo".

Desde que foi criado, em 2005, os investimentos do Bolsa Atleta superam a marca de R$ 1,2 bilhão.

*Com produção de Dayana Vítor e sonoplastia de José Maria Pardal

Edição: Sheily Noleto / Beatriz Arcoverde

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Pfizer entrega hoje 890 mil doses de vacina contra covid-19

A Pfizer entrega hoje cerca de 890 mil doses de vacina ao Brasil. E até o próximo domingo, 1º de agosto, a expectativa é que no aeroporto de Viracopos, em Campinas, São Paulo, desembarquem em tono de 2,1 milhões de doses do imunizante.

Baixar arquivo
Geral

Onda de frio atinge a cidade do Rio

A temperatura mínima na madrugada chegou a 11ºC nas localidades mais altas e durante o dia a máxima não deve passar dos 22ºC.

Baixar arquivo
Esportes

Rádio Nacional transmite Botafogo x Vasco pelo Campeonato Brasileiro

Botafogo e Vasco jogam, neste sábado (31), às 21h, no Estádio Nilton Santos, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A Rádio Nacional transmite o duelo com narração de André Luís Mendes, comentários de Waldir Luiz e plantão de Bruno Mendes.

Baixar arquivo
Esportes

Abner Teixeira garante mais uma medalha para o boxe brasileiro

O boxe brasileiro assegurou pelo menos uma medalha de bronze na Olimpíada de Tóquio. Abner Teixeira venceu Hussein Eishaish, da Jordânia, na categoria peso-pesado (até 91kg), pelas quartas de final dos Jogos Olímpicos.

Baixar arquivo
Esportes

Série D: TV Brasil transmite confrontos no Sudeste e no Sul do país

Madureira e São Bento jogam sábado; Caxias e Joinville duelam domingo

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Blitz ensina motoristas a identificarem casos de tráfico de pessoas

Ação foi feita no DF por causa do Dia Mundial de Combate ao Tráfico de Pessoas. Geralmente situações ocorrem em estradas e a vítima está sem documentos e não sabe em qual cidade se encontra. 

Baixar arquivo