Secretaria do Acre instala cartórios em maternidades para facilitar registro de bebês

Cidadania

Publicado em 22/04/2017 - 10:30 Por Michelle Moreira - Brasília

Apenas 60% das crianças acrianas possuem certidão de nascimento.

 

Para tentar reverter esta realidade e facilitar o processo para o registro dos bebês, a Sejus – Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos – instalou cartórios em maternidades.

 

No Acre, além de Rio Branco, existem cartórios também nas cidades de Xapuri, Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Sena Madureira e, em todos eles, é possível retirar o registro de nascimento.

 

O pai deve comparecer ao local com o documento de identidade – não sendo aceita a carteira de habilitação; além do registro de nascido vivo – fornecido pelo hospital e a certidão de casamento ou a comprovação de que viva junto com a mãe.

 

Em casos de pais não casados ou mãe solteira, os responsáveis devem buscar informações no cartório.

 

Segundo dados da Sejus, muitos pais não levam a documentação necessária para a maternidade e ficam impedidos de fazerem o registro. A dica é para que deixem tudo separado bem antes do nascimento previsto da criança.

 

O registro de nascimento garante o exercício de direitos, como de se casar no civil, votar e ser votado, abrir conta em banco e receber certificações escolares. Além disso, somente com a certidão é possível conseguir benefícios em programas sociais e trabalhar com carteira assinada.

 

Todos os nascimentos ocorridos em território nacional devem ser registrados dentro do prazo de 15 dias prorrogado por mais 45 caso o registro seja feito pela mãe.

 

Quando a distância entre o lugar do parto ou domicílio for maior de 30 quilômetros do cartório, o prazo é prorrogado em até três meses. Passado este período, o registro deve ser feito na circunscrição da residência dos pais.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Novo plano quer reduzir pela metade o número de mortes no trânsito

O Brasil quer reduzir pela metade as mortes no trânsito até 2028 e salvar 86 mil vidas. Essa meta está no novo Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito, o Pnatrans.

Baixar arquivo
Educação

Servidores do AM não podem ter ganho salarial com cursos sem validação

STF declarou inconstitucional uma lei do Estado do Amazonas, de 2015, que permitia o uso de diplomas de pós-graduação de universidades de países do Mercosul e de Portugal para concessão de benefícios salariais aos servidores públicos estaduais.

Baixar arquivo
Política

Vetado projeto que previa ações emergenciais à agricultura familiar

No fim do prazo para sancionar o projeto de lei aprovado no Congresso Nacional, o Presidente Jair Bolsonaro vetou, totalmente, a medida que previa ações emergenciais de amparo à agricultura familiar, devido aos impactos econômicos da pandemia de covid-19.

Baixar arquivo
Cultura

Círio de Nazaré 2021: entenda a importância da corda para os devotos

Evento religioso deste ano em Belém, no Pará, anda haverá limitações por conta da pandemia de covid-19.

Baixar arquivo
Economia

Renda habitual de trabalhador tem queda de 6,6%, diz Ipea

Estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada mostra que houve queda de 6,6% na renda habitual e aumento de 0,9% na renda efetiva do trabalhador brasileiro no segundo trimestre de 2021.

Baixar arquivo
Saúde

Rio começa a distribuição 495 mil doses de vacina contra covid-19

 São 325.260 doses da Pfizer para primeira e segunda aplicação e 170 mil da Oxford/AstraZeneca para aplicação da segunda dose.

Baixar arquivo