Quase metade dos acreanos não paga conta de água

Geral

Publicado em 15/11/2018 - 13:00 Por Bianca Paiva - Brasília

A inadimplência de consumidores acreanos com o Depasa, o Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento, é de 47%. Desde julho deste ano, os grandes devedores, com dívidas acima de R$ 5 mil, estão sendo acionados na justiça.

 

Levantamento da autarquia mostra que 112 consumidores devem acima de R$ 20 mil e 260 têm dívidas entre R$ 10 mil e R$ 20 mil. São quase R$ 8 milhões em dívidas.

 

Segundo o diretor-presidente do Depasa, Moisés Diniz, a arrecadação é menor do que os custos.

 

"A nossa arrecadação mensal hoje gira em torno de R$ 2,5 milhões. Nós gastamos só com produto químico, por mês, R$ 2 milhões. E nós não temos como aumentar o preço da água porque a população é muito pobre. Então, a gente acaba tendo que reduzir a vazão da água e reduzir a oferta de água para as cidades. Ou seja, devido a falta de pagamento da população nós temos dificuldade de ofertar um serviço completo."

 

Para o diretor do Depasa, uma das hipóteses para a alta taxa de inadimplência está associada a uma questão cultural.

 

Moisés Diniz informou que em dezembro os consumidores com dívida inferior a R$ 5 mil poderão negociar o débito, com possibilidade de desconto e parcelamento.

 

O estudo do Depasa também mostra que 60% da água no Acre é desperdiçada. Os consumidores são responsáveis pela maior parte, 33%. Outros 20% de desperdício são ocasionados por problemas na tubulação. O Depasa atende todos os 22 municípios do Acre. São 111 mil ligações, das quais 69 mil têm hidrômetros instalados.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Governo vai expandir possibilidade de sinal de rádio FM

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, assinou nesta quinta-feira (13) uma portaria, junto com o presidente Jair Bolsonaro, para regularizar o serviço de retransmissão de rádio.

Baixar arquivo
Saúde

Rio registra aumento de leitos hospitalares pela 1ª vez em 10 anos

Após a perda de 16 mil leitos hospitalares, apenas entre 2011 e 2019, o Rio de Janeiro viu, em 2020, pela primeira vez, aumento no registro de vagas nas unidades de saúde.

Baixar arquivo
Política

Pesquisa DataSenado faz mapeamento de como a pandemia afetou o ensino

Estudante do oitavo ano do ensino fundamental em Brasília, Arthur Cardoso relata os desafios que tem enfrentado desde que as escolas fecharam, por consequência da pandemia do novo coronavírus.
 

Baixar arquivo
Saúde

Planos de saúde devem cobrir teste rápido de Covid-19

Os planos de saúde são obrigados a cobrir os testes sorológicos para a Covid-19. A medida foi aprovada pela Diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), por unanimidade, em reunião nesta quinta-feira (13).

Baixar arquivo
Economia

Governo lança aplicativo eSocial Doméstico para empregadores

A partir de agora o eSocial  tem aplicativo para celulares. Com a medida, empregadores poderão realizar registro do empregado e gerenciamento da folha de pagamento pelo celular.

Baixar arquivo
Política

Saúde diz que usou 48% dos recursos destinados ao combate à pandemia

O Ministério da Saúde gastou 48% dos recursos destinados exclusivamente para o combate à pandemia da Covid-19, informou o ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello, durante audiência pública realizada nesta quinta-feira (13) no Congresso Nacional.

Baixar arquivo