Castanha típica do Cerrado é destaque em concurso de gastronomia

O único requisito é que a receita apresentada contenha o baru

Publicado em 17/08/2020 - 10:04 Por Maíra Heinen - Brasília

Castanha do Brasil, castanha de caju, amêndoas, nozes… Todas essas oleaginosas são bem conhecidas pelos chefes de cozinha. Mas um concurso de gastronomia elaborado para valorizar o Cerrado terá como ingrediente principal o baru, espécie de castanha típica do bioma.

Até o dia 25 de agosto, chefes profissionais ou amadores podem se inscrever no primeiro concurso de receitas do cerrado, com receitas de sobremesa ou prato principal.

A iniciativa integra a Segunda Jornada de Conhecimento Sabores e Saberes do Cerrado, promovida pelo Instituto Federal de Brasília.

Além do concurso, palestras, aulas-shows com chefes de cozinha e lançamento de livro trazem reflexões e debates sobre a sociobiodiversidade do segundo maior bioma brasileiro.

O concurso de gastronomia não tem taxa de inscrição e o único requisito é que a receita apresentada contenha o baru.

A professora de gastronomia do IFB e coordenadora do evento, Ana Paula Jaques, conta porque o baru foi escolhido como estrela dos pratos.

Nativo do Cerrado, nos últimos 20 anos, o baru vem sendo aproveitado como fonte de renda por inúmeros extrativistas e cooperativas. Mas, segundo os organizadores do concurso, ainda há um longo percurso para que a cadeia produtiva do baru seja mais inclusiva e sustentável. O concurso vem para identificar boas práticas no aproveitamento da castanha.

Ana Paula Jaques também explica como será feita a avaliação de cada participante, já que o concurso não será presencial.

O resultado final do concurso será apresentado no dia 11 de setembro, dia Nacional do Cerrado. Os vencedores vão receber um kit com produtos da Central do Cerrado e o livro "Frutos do Cerrado: 100 espécies atrativas para o Homo sapiens" do biólogo Marcelo Kuhlmann. As receitas vencedoras também farão parte da gastronomia do Museu do Cerrado.

Os eventos da Jornada Sabores e Saberes serão todos transmitidos ao vivo e podem ser acompanhados no canal da TV IFB, no YouTube.

Edição: Sâmia Mendes

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Esportes

Copa do Brasil: CRB vence Paysandu por 2 a 1 e avança na competição

Nessa terça-feira (13), o CRB venceu o Paysandu por 2 a 1 e se classificou para a 3ª fase do tornei. Hoje tem mais jogos Copa do Brasil. Confira com Bruno Mendes. 

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Covid-19: vacina pesquisada em MG tem resposta positiva em camundongos

Pesquisa é desenvolvida por pesquisadores da Fiocruz e da Universidade Federal de Minas Gerais. Fase atual é de testes em macacos.

Baixar arquivo
Cultura

Museu Nacional do RJ inaugura mostra virtual sobre povos indígenas

A diversidade e a cultura dos povos indígenas poderão ser vistas em uma mostra virtual do Museu Nacional no Rio de Janeiro, por meio de painéis históricos, musicas, filmes e fotografias. A exposição Os Primeiros Brasileiros foi inaugurada nesta terça-feira.

Baixar arquivo
Política

Senado cria CPI da covid-19

Comissão investigará ações do governo federal no enfrentamento da pandemia e também denúncias de desvios de recursos da União repassados a estados e municípios.

Baixar arquivo
Cultura

Lançado o "Mapeamento de Projetos Sociais Arte Toda Gente"

Foi lançado nesta terça-feira o Mapeamento de Projetos Sociais Arte de Toda Gente, uma parceria da Funarte-Fundação Nacional de Artes –  e a Universidade Federal do Rio de Janeiro. As iniciativas são relacionadas com música,  artes, patrimônio, inclusão e acessibilidade.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Peixes aparecem em afluente do Rio Pinheiros, em SP, e causam surpresa

O governo do estado diz que a presença dos animais são resultado do programa de saneamento básico da região. Coordenador de ONG afirma, no entanto, que ainda falta muito para o rio ser considerado despoluído.

Baixar arquivo