PF apura fraude no auxílio emergencial e ameaça ao presidente da Caixa

Segundo a Polícia, dados de vítimas seriam usados em cadastros

Publicado em 02/09/2020 - 13:02 Por Lucas Pordeus Leon - Brasília

Chamada de Operação Falso Samaritano, a ação deflagrada nesta quarta-feira(02) investiga crimes de estelionato para o recebimento do auxílio emergencial, além de ameaça e divulgação de informações pessoais.

Segundo a Polícia, foi identificado um suspeito que estaria utilizando dados de vítimas para se cadastrar nos aplicativos do auxílio emergencial e receber os valores em benefício próprio.

O investigado, ainda segundo a PF, teria ameaçado e divulgado dados pessoais do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães e de seus familiares.

Uma parceria firmada entre o Ministério da Cidadania, responsável por gerir o programa; o Ministério Público Federal e a Polícia Federal tenta evitar as fraudes no auxílio emergencial.

Edição: Sâmia Mendes

Últimas notícias
Educação

Piso salarial dos professores aumenta 33% e passa para R$ 3.845

O piso salarial dos professores da rede pública vai passar de R$ 2.886 para R$ 3.845, um aumento de 33,24%. Esse é o valor mínimo que o profissional deve receber no país.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Mais de 1.600 pessoas foram resgatadas de trabalho escravo em 2021

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira (27), o Ministério Público do Trabalho informou que recebeu 1.415 denúncias de trabalho escravo, aliciamento e tráfico de trabalhadores no ano passado, número 70% maior que em 2020.  

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Rio de Janeiro registra 40ºC nesta quinta-feira (27)

Para os próximos dias a previsão é que as temperaturas fiquem um pouco mais amenas devido a chegada de uma frente fria, nesta sexta-feira (28).

Baixar arquivo
Esportes

Campeão paulista, São Paulo inicia defesa de título contra Guarani

Tricolor deve promover as estreias de boa parte dos reforços de 2022

 

Baixar arquivo
Saúde

Covid: 13% do esperado para faixa de 5 a 11 anos foi vacinada no Rio

Até esta quinta-feira (27), pouco mais de 72 mil crianças entre 5 e 11 anos foram vacinadas contra a covid, bem abaixo da expectativa da prefeitura em alcançar pelo menos 90% de imunização. Os dados são do Painel Rio Covid-19.

Baixar arquivo