Contas de luz ficam até 8,6% mais caras no verão

Especialistas alertam que ações simples podem ajudar a diminuir custos

Publicado em 28/01/2021 - 16:54 Por Solimar Luz - Rio de Janeiro

O verão chegou e com ele as altas temperaturas. Para aguentar o calor intenso, as pessoas costumam recorrer ao uso de ar-condicionado e também ventiladores. Sem falar no abre e fecha da porta da geladeira em busca de uma água bem gelada. Mas, na hora em que a conta de luz chega…  Aí vem o susto. Dados da Aneel, Agência Nacional de Energia Elétrica, mostram que no verão a conta de luz chega a ficar até 8,6% mais cara.  

Especialistas alertam que, com ações simples, é possível fazer a conta de luz não pesar tanto no bolso, e ainda ajudar o meio ambiente. Para isso, basta seguir algumas dicas de eficiência energética. E para ajudar na utilização racional de energia, o consumidor conta com o Programa Brasileiro de Etiquetagem. Nele, os aparelhos são classificados de acordo com sua eficiência energética, auxiliando o consumidor a fazer uma compra mais consciente. Produtos classificados com a letra A, por exemplo, são os mais eficientes. O órgão recomenda que o consumidor observe alguns cuidados.

No caso dos ventiladores, a pesquisadora do Inmetro, Danielle Assafin, responsável pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem de ar-condicionado e refrigerador diz que é importante testar o produto, analisar se ele atende a sua expectativa e se "venta" como você gostaria.

Já no caso da geladeira, a pesquisadora diz que uma das dicas é nunca secar roupas na parte de trás do produto. Isso porque é naquela grade que ocorre a troca de calor com o ambiente, e quando ela é obstruída, prejudica o funcionamento e aumenta o consumo de energia.

Uma outra dica importante para economizar, é trocar as lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes compactas. O que pode gerar uma economia de até R$ 240 para o bolso. Fogão com forno a gás pode gerar uma economia de R$ 80. 

No site do Inmetro, o consumidor tem acesso ao material com dicas completas para um consumo mais econômico e consciente da energia elétrica.

Últimas notícias
Economia

Setor de serviços cresce 0,7% na passagem de maio para junho, diz IBGE

Com isso, se encontra 7,5% acima do nível pré-pandemia, de fevereiro de 2020, mas ainda 3,2% abaixo do ponto mais alto, conquistado em novembro de 2014.

Baixar arquivo
Saúde

Ingerir álcool durante a gravidez pode causar síndrome alcoólica fetal

Mesmo que seja baixa a quantidade de álcool ingerida pela futura mãe, ainda existe o risco da doença,  que pode trazer consequências gravíssimas para o feto e recém-nascidos.

Baixar arquivo
Economia

Quase metade dos brasileiros fazem "bicos" para ampliar renda

Pesquisa aponta que quase q metade dos brasileiros com 16 anos de idade ou mais precisaram fazer atividades extras nos últimos 12 meses para complementar sua renda.

Baixar arquivo
Saúde

Maranhão registra primeiro caso de varíola dos macacos

O paciente, um homem de 42 anos, com comorbidades, está internado com quadro clínico estável.

Baixar arquivo
Economia

IBGE prevê safra recorde de 263,4 milhões de toneladas em 2022

O Brasil deve produzir, em julho, 263 milhões e 400 mil toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas. Um recorde! A estimativa está no Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgado nesta quinta-feira pelo IBGE.

Baixar arquivo