Desastre de Brumadinho completa 2 anos sem julgamento dos responsáveis

Onze vítimas ainda não foram localizadas; trabalho de resgate continua

Publicado em 25/01/2021 - 12:47 Por Leandro Siqueira, da Rádio Inconfidência - Belo Horizonte

O rompimento da barragem 1 da mina córrego do Feijão da mineradora Vale, em Brumadinho, completa dois anos nesta segunda-feira (25).

Das 270 vítimas fatais do desastre, 11 ainda não foram localizadas.

Os trabalhos de busca na região atingida pelos rejeitos de minério e lama continuam na maior operação de resgate da história do Brasil.

Atualmente, cerca de 60 bombeiros atam na operação, que só fo interrompida por cinco meses devido à pandemia de covid-19.

De acordo com os bombeiros, a maior parte do trabalho é feita com ajuda de máquinas pesadas, como escavadeiras e tratores.

Durante o período da operação, os militares mapearam as chamadas zonas quentes, locais com maior probabilidade de encontrar as vítimas.

Esse mapeamento foi feito com base em análises comparativas da região, velocidade de rejeitos e cruzamento de dados.

Enquanto as máquinas vão revirando a lama, os militares visualizam e vasculham qualquer indício que possa indicar a localização de um corpo ou segmento.

Desde o início da operação, em 25 de janeiro de 2019, cerca de 4 mil bombeiros participaram das buscas e não há previsão para o fim dos trabalhos.

A meta, segundo os militares, é encontrar todas as vítimas.

Além dos bombeiros, o Instituto Médico Legal da Polícia Civil possui uma equipe de prontidão para analisar os vestígios e segmentos de corpos que são localizados, para que a identificação possa acontecer da forma mais rápida possível.

Em alguns casos, foi necessário a análise de DNA para identificar as vítimas.

No total, 259 pessoas foram identificadas.

Em fevereiro do ano passado, a Justiça acatou a denúncia do Ministério Público estadual contra 16 pessoas pelos crimes de homicídio qualificado e crimes ambientais decorrentes do rompimento da barragem.

Dentre os denunciados estão o presidente, diretores, gerentes e engenheiros da Vale na época do desastre, e também da empresa alemã Tuv Süd, que emitiu laudo atestando a segurança da barragem. O processo está em tramitação na segunda vara criminal da Comarca de Brumadinho, mas ainda não há previsão de julgamento.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Economia

Fim de ano pode gerar 94 mil vagas de empregos temporários, diz CNC

O cálculo é da CNC, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. Economista alerta que a previsão depende do controle da pandemia.

Baixar arquivo
Geral

Correios vão leiloar 61 mil itens que não puderam ser entregues

Regra vale após todas as tentativas de entrega e terminado o prazo de direito à reclamação. Esse prazo varia de sete a 30 dias, conforme prevê o Código de Defesa do Consumidor. Itens vão de R$1.300 a R$ 85 mil.

Baixar arquivo
Educação

Em Curitiba alunos vão escolher entre ensino presencial ou remoto

Na rede pública de Curitiba, os alunos terão que optar pelo modelo presencial tem que respeitar protocolos de segurança.. Sem o modelo de ensino híbrido nas escolas da rede pública municipal de Curitiba, a partir de segunda-feira, as aulas passam a ser 100% presenciais ou 100% remotas.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Governo do RJ cria comitê de segurança hídrica

Baixo volume de chuvas acendeu o sinal de alerta em todo o país e levou o Governo do Estado do Rio de Janeiro a criar a iniciativa para definir um plano de ações na busca de conter os impactos da situação hídrica.

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Leilão da tecnologia 5G será no dia 4 de novembro

Anatel aprovou nesta sexta-feira (24) o edital, que deve ser publicado até a próxima segunda-feira (27). O valor econômico ficou em quase R$ 50 bilhões, sendo que parte desse dinheiro deverá ser investido. Com a implantação da infraestrutura de rede, a agência espera R$ 163 bilhões de investimentos nos próximos 20 anos.

Baixar arquivo
Saúde

Capitais têm nível alto de transmissão comunitária do coronavírus

Mas, Fiocruz informa que casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave caíram no Brasil. Uma das justificativas é o aumento da população vacinada contra a covid-19.

Baixar arquivo