Lula: se for comprovado envolvimento, Moretti não continuará na Abin

Publicado em 30/01/2024 - 16:27 Por Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Se for comprovado o envolvimento do atual diretor adjunto da Abin, Agência Brasileira de Inteligência, Alessandro Moretti, no monitoramento ilegal de pessoas, no governo passado, Moretti não permanece na instituição. É o que disse, nesta terça-feira (30), o presidente Lula.

A declaração foi dada em entrevista à Rádio CBN de Recife. Lula refere-se a Alessandro Moretti, que é delegado da Polícia Federal. Desde que o presidente foi eleito, Moretti - que já era da Abin - foi mantido na equipe de direção, por ter uma relação de confiança com o diretor-geral da agência, o também delegado Luiz Fernando Corrêa.

Ainda durante a entrevista, o presidente Lula defendeu a autonomia da PF nas investigações sobre o assunto, como resposta a Jair Bolsonaro, que alega ser perseguido pela instituição.

Lembrando que na semana passada, a Polícia Federal foi às ruas para apurar supostas práticas de espionagens ilegais na Abin durante o governo do ex-presidente Bolsonaro. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços ligados aos investigados. Um deles, é o deputado federal Alexandre Ramagem, do PL. O outro investigado, que foi alvo das buscas, esta semana, é o vereador do Rio, Carlos Bolsonaro, do Republicanos, filho de Jair Bolsonaro.

Edição: Ana Lúcia Caldas/ Renata Batista

Últimas notícias
Educação

Brasil ganha Mundial de Robótica em Houston, nos Estados Unidos

O primeiro lugar na categoria de 9 a 16 anos foi conquistado pela equipe Los Atômicos, de Araras (SP). A segunda colocação ficou com outra equipe do interior paulista, de Santa Cruz do Rio Pardo.

Baixar arquivo
Saúde

Aumenta o número de casos de bronquiolite no Rio de Janeiro

A bronquiolite é uma condição clínica causada pela inflamação dos bronquíolos e das vias aéreas inferiores que levam oxigênio para os pulmões.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Acampamento Terra Livre completa 20 anos e exige demarcação de terras

O foco da programação deste ano é a reafirmação da luta indígena contra a lei do marco temporal. Além disso, há uma crítica quanto à demora na demarcação de novas terras. A expectativa era que o governo demarcasse 14 áreas, nos primeiros 100 dias de gestão. Mas, em um ano e quatro meses, foram apenas dez.

Baixar arquivo
Geral

Abono anual do INSS começa a ser pago a beneficiários

O INSS começa a pagar, nesta semana, o abono anual aos beneficiários da Previdência Social. 

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Brasil registra recorde de conflitos no campo, mas assassinatos caem

Relatório da Comissão Pastoral da Terra com os dados de 2023 foi divulgado hoje (22) e mostra que 60% dos conflitos são causados por empresários, fazendeiros e grileiros. A omissão do estado contribuiu com 22% das violências ocorridas.  

Baixar arquivo
Geral

Empresa eólica é condenada a pagar indenização a morador do RN

Empresa dona de parque eólico no interior do Rio Grande do Norte é condenada a pagar indenização de R$ 50 mil por danos morais para um morador da região de Serra de Santana, a cerca de 200 km da capital do Estado, Natal.

Baixar arquivo