Ex-assessor de Bolsonaro acusado de monitorar Moraes vai depor hoje

Publicado em 22/02/2024 - 10:44 Por Gabriel Brum - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

O coronel da reserva Marcelo Câmara é um dos vários investigados que vai depor nesta tarde na Polícia Federal. Ele que é apontado como um dos responsáveis por um suposto sistema de inteligência paralelo no governo de Jair Bolsonaro, que teria monitorado o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes.

A estratégia da defesa de Câmara vai ser responder a todas as perguntas que forem possíveis. Segundo o advogado Eduardo Kuntz, que defende o militar, como o seu cliente não teve acesso a todo o processo, talvez ele não possa responder tudo.

A defesa deve seguir a linha de que não há provas de que monitorou ministros do Supremo; que ele nunca usou e nem tem tecnologia de vigilância; e que não repassou, de forma ilegal, informações para Bolsonaro com o objetivo de um golpe de estado.

Marcelo Câmara foi preso na Operação Tempus Veritatis.

Ele era um dos assessores mais próximos de Bolsonaro e tinha formação nas Forças Especiais do Exército. Segundo a investigação, ele teria vigiado Moraes no fim de 2022, o que indicaria acesso a informações privilegiadas e ações de vigilância de nível avançado.

 

Edição: Rádio Nacional/ Marizete Cardoso

Últimas notícias
Geral

MST faz balanço de ocupações durante Jornada de Lutas

Como parte da Jornada Nacional de Lutas, o MST, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, realizou 24 ocupações em 11 estados brasileiros, nesta segunda-feira, mobilizando mais de 20 mil famílias sem terra.

Baixar arquivo
Economia

Aumenta o número de bares e restaurantes com prejuízos

As dívidas acumuladas fizeram 31% das empresas do Brasil funcionarem no vermelho em fevereiro.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Programa de Reforma Agrária deve incluir 300 mil famílias até 2026

Dez tipos de propriedades serão disponibilizados para os assentamentos, entre elas, imóveis rurais considerados improdutivos, pelo Incra, áreas rurais em posse de bancos e empresas públicas, terras estaduais usadas para abater dívidas com a União e áreas confiscadas por exploração de trabalho semelhante à escravidão.

Baixar arquivo
Economia

Governadores discutem renegociação de dívidas dos estados

Governadores de cinco estados se reuniram nesta segunda-feira (15) com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, para discutir o refinanciamento das dívidas estaduais.

Baixar arquivo
Economia

LDO para 2025 prevê déficit zero e salário mínimo de R$ 1.502

A previsão está na Lei de Diretrizes Orçamentárias que o Ministério do Planejamento e Orçamento entregou ao Congresso Nacional.

Baixar arquivo
Geral

Governo pede que CNJ estabeça critérios para saidinha de presos

O pedido foi encaminhado após a sanção, com vetos, da lei que reformou o instituto da saída temporária de presos em regime semiaberto, assinada na semana passada pelo presidente Lula.

Baixar arquivo