Mulher morta ao invadir Capitólio foi baleada pela polícia legislativa

Há mais 3 mortos, mas não se sabe se estavam dentro do prédio

Publicado em 07/01/2021 - 14:50 Por Silvano Mendes, da Rádio França Internacional - Paris

Um dia após a invasão do Capitólio por partidários do presidente Donald Trump, o mundo ainda tenta entender o que realmente aconteceu.

As autoridades locais confirmaram que a mulher morta na quarta-feira (6), após participar da invasão ao prédio, foi realmente baleada pela polícia do Congresso. Outros três mortos foram anunciados, mas até agora, a polícia não confirmou se eles estavam dentro do prédio e em que condições morreram.

Após a análise de todos os recursos, o parlamento americano certificou oficialmente os resultados da eleição presidencial de 23 de novembro.

Minutos depois, Trump pela primeira vez admitiu que vai deixar o poder e prometeu uma transição dentro da normalidade.

Já do lado do presidente eleito, Joe Biden, o democrata avança na formação de sua equipe e confirmou que vai nomear o jurista Merrick Garland como procurador-geral, o equivalente ao ministro da Justiça nos Estados Unidos.

O jurista é conhecido como um liberal moderado e não está alinhado a nenhum partido político.

 

 

Últimas notícias
Economia

Empresas aéreas: Senado aprova gratuidade no despacho de bagagens

O Senado manteve a gratuidade para despachar bagagens de até 23 quilos em voos nacionais.  A proposta já passou pela Câmara, mas como houve modificações no texto, volta para uma nova análise dos deputados.

Baixar arquivo
Segurança

Polícia Civil do Pará investiga a morte da juíza Mônica Maria Andrade

A juíza foi encontrada morta dentro de um carro no estacionamento de um prédio em Belém, na manhã desta terça-feira.

Baixar arquivo
Justiça

TSE e Telegram formalizam parceria de enfrentamento a desinformação

O Tribunal Superior Eleitoral e o aplicativo de mensagens Telegram formalizaram nesta terça-feira parceria para o enfrentamento da desinformação.

Baixar arquivo
Política

70 anos: promulgada emenda que amplia idade de nomeação de magistrados

O Congresso Nacional promulgou nessa terça-feira a Emenda à Constituição que aumenta de 65 para 70 anos, a idade máxima para nomeação em tribunais superiores.

Baixar arquivo
Economia

Câmara decide manter isenção para indústria química e petroquímica

O fim da isenção estava previsto para ocorrer de forma gradual até 2025. Porém, no final do ano passado o governo editou uma Medida Provisória acabando com a isenção já neste ano. Com isso, o governo esperava aumentar a arrecadação em mais de  R$ 1,5 bilhão em três anos.

Baixar arquivo
Geral

Podcast Entrevista é Nacional: recompensa para os bons motoristas

A proposta da criação do Cadastro Positivo pretende incentivar o bom comportamento ao volante e deve ser implementada em breve, ouça os detalhes no podcast Entrevista é Nacional.

Baixar arquivo