Lula diz a Maduro que América Latina tem longa tradição de diálogo

Em telefonema, Lula e Maduro conversaram sobre situação em Essequibo

Publicado em 09/12/2023 - 15:27 Por Priscila Mazennoti, repórter da Rádio Nacional - Brasília

O presidente Lula recebeu neste sábado um telefonema do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

Os dois conversaram sobre a situação em Essequibo, território que está em disputa por Venezuela e Guiana, que faz também fronteira com o norte do Brasil, no estado de Roraima.

Lula falou sobre a crescente preocupação dos países da América do Sul com relação a essa questão.

Segundo o Palácio do Planalto, expôs os termos da  declaração sobre o assunto aprovada na Cúpula do Mercosul e assinada por Brasil, Uruguai, Paraguai, Argentina, Colômbia, Peru, Equador e Chile.

Lula também lembrou a longa tradição de diálogo na América Latina e ter acrescentado que somos uma região de paz.

Ainda durante a conversa com Maduro, o presidente Lula fez um chamado ao diálogo e sugeriu a intermediação da Celac, que é a Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos. O presidente também reiterou que o Brasil está à disposição para apoiar e acompanhar essas iniciativas e pediu que não haja ações unilaterais que piorem a situação.

Pouco depois da conversa, Nicolás Maduro escreveu no X, antigo twitter: optamos pelo diálogo com a Guiana, mas as autoridades revogaram o Acordo de Genebra e começaram a dividir nosso mar, ameaçando construir uma base militar para o Comando Sul dos Estados Unidos.

A declaração veio após Maduro ter realizado um plebiscito, no último dia 3, sobre a anexação de Essequibo à Venezuela. A consulta foi feita mesmo com a proibição da Corte Internacional de Justiça.

Ainda pelo antigo Twitter, Maduro complementou: a Guiana e a Exxon Mobil terão que sentar e conversar com a Venezuela. De coração e alma, queremos paz e entendimento. Numa referência à empresa norte americana que extrai petróleo na Guiana.
 

Edição: Roberta Lopes / LP

Últimas notícias
Saúde

Brasil registra mais de 45 mil casos de covid-19 entre 11/02 e 17/02

Quase 200 pessoas morreram por causa da doença este ano, de acordo com o Ministério da Saúde. A recomendação é manter a vacinação em dia e usar máscaras, sobretudo quem faz parte dos grupos de risco

Baixar arquivo
Internacional

Guterres afirma que falta de ação enfraquece Conselho de Segurança

O secretário-geral das Nações Unidas, Antônio Guterres, falou na abertura da sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra. Ele lembrou que o Conselho de Segurança vive um impasse tendo sido incapaz de agir nas questões de paz e segurança mais significativas do nosso tempo.

Baixar arquivo
Economia

Dívida Pública diminui em janeiro em relação a dezembro de 2023

A informação foi divulgada nesta segunda-feira (26) pelo Tesouro Nacional, ligado Ministério da Fazenda. A Dívida Pública Federal ficou em R$ 6,450 trilhões, incluídos os débitos do governo no Brasil e no exterior.

Baixar arquivo
Política

PF deve incluir trechos de discurso de Bolsonaro em investigação

Em ato na Paulista, o ex-presidente admitiu a existência de uma minuta de texto que daria sustentação ao golpe de estado, com a decretação de estado de sítio, prisão de parlamentares e de ministros do Supremo Tribunal Federal

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Acre decreta situação de emergência por causa de enchentes

A elevação dos níveis dos rios e igarapés provocou as inundações na região. Na capital, o Rio Acre ultrapassou a cota de transbordamento e chegou a 15,92 metros. 

Baixar arquivo
Economia

Apesar da queda da Selic, bancos mantêm juros de empréstimos

Quatro dos maiores bancos do Brasil não mexeram nos juros cobrados em empréstimos pessoais entre janeiro e fevereiro. Essa informação é do Procon de São Paulo, que fez uma pesquisa com os seis principais bancos do país.

Baixar arquivo