Guterres afirma que falta de ação enfraquece Conselho de Segurança

Publicado em 26/02/2024 - 18:50 Por Pedro Moreira - Repórter da TV Brasil - Brasília

O secretário-geral das Nações Unidas, Antônio Guterres, disse hoje que a falta de ação do Conselho de Segurança da ONU nos conflitos recentes talvez tenha enfraquecido fatalmente a autoridade do principal órgão decisório da entidade. 

Guterrez falou na abertura da sessão do conselho de direitos humanos da ONU, em Genebra. Ele lembrou que o Conselho de Segurança vive um impasse tendo sido incapaz de agir nas questões de paz e segurança mais significativas do nosso tempo, citando a invasão da Ucrânia pela Rússia e as operações militares de Israel em Gaza.

E que essa falta de ação minou a autoridade do colegiado, talvez de forma fatal. O secretário-geral disse que o conselho precisa de reformas sérias na composição e nos métodos de trabalho.

O primeiro-ministro Palestino Mohamad Stayer renunciou ao cargo em meio a pressão dos Estados Unidos sobre a autoridade palestina que atua na Cisjordânia para que a entidade se fortaleça e sirva de interlocutora num cenário pós-guerra. A renúncia precisa ser aceita pelo presidente Mahmud Abas que poderá pedir que ele permaneça como interino até que um substituto seja nomeado.

Em entrevista no fim de semana, o conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, disse que os mediadores dos Estados Unidos, Egito, Catar e Israel chegaram a um entendimento sobre os contornos básicos de um acordo para liberação de reféns em casa. Já o primeiro ministro israelense Benjamin Netanyahu também em entrevista a uma TV americana disse que um acordo ainda não estava claro mas caso ele ocorra o uma operação em larga escala em Rafah poderia ser adiada.

Em um breve comunicado divulgado hoje o governo israelense informou que o exército apresentou ao gabinete de guerra planos para evacuar a população civil das áreas de combate e para o fornecimento de assistência humanitária.

* Com a informações da agência Reuters.

Últimas notícias
Geral

Preso, Chiquinho Brazão fala no Conselho de Ética da Câmara por vídeo

Brazão, acusado de ser um dos mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco, está preso há um mês e é alvo de pedido de cassação apresentado pelo PSOL.

Baixar arquivo
Segurança

CCJ da Câmara aprova lei que permite aos estados decidirem sobre armas

Pelo projeto de lei, os estados poderiam decidir sobre a posse e o porte de armas. Parlamentares favoráveis à proposta acreditam que diferenças estaduais precisam ser respeitadas. Já os contrários, afirmam que regras sobre armas devem ser definidas por uma lei nacional. Base do governo aponta inconstitucionalidade da medida.

Baixar arquivo
Esportes

Libertadores: Flamengo e Palmeiras terão duelo contra altitude

Nesta quarta-feira (24), Flamengo vai a La Paz, na Bolívia, para enfrentar o Bolívar. E Palmeiras vai a Quito, no Equador, para encarar Independiente del Valle. 

Baixar arquivo
Cultura

Carnaval: maior festa popular agora é manifestação cultural nacional

“É colocar o carnaval do lugar de direito dele”, afirma Rita Fernandes, presidente da Sebastiana, associação de blocos de rua do Rio de Janeiro. Para ela, a lei significa mais incentivos e mais investimentos em torno da folia que leva milhões às ruas brasileiras.   

Baixar arquivo
Saúde

Brasil registra mais de 3 mil mortes por covid-19 em 2024

Infectologista fala da necessidade de se manter o reforço da vacinação em dia para evitar que as pessoas se tornem agentes de contaminação para pessoas do grupo de risco. 

Baixar arquivo
Geral

Portos e Aeroportos e Anac irão investigar morte de cão Joca em avião

O cão Joca morreu aos cuidados da Gol. Ele foi embarcado para o destino errado e ficou oito horas dentro do canil, a uma temperatura de 36°. Presidente Lula prestou homenagem ao golden retriever, usando uma gravata com cachorros.

Baixar arquivo