MPRJ denuncia por racismo policiais que agrediram jovem em shopping

Em caso de condenação, a pena prevista é de um a três anos de reclusão

Publicado em 10/12/2020 - 14:44 Por Lígia Souto - Rio de Janeiro

O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou por racismo dois policiais militares, que agrediram um jovem dentro de um shopping na zona norte carioca, onde atuavam como seguranças. O episódio aconteceu no início de agosto, na Ilha do Governador. Em caso de condenação, a pena prevista é de um a três anos de reclusão.

Na denúncia, o Ministério Público detalhou que Matheus Fernandes, negro de 18 anos, trabalha fazendo entrega de alimentos, atendendo a clientes do próprio shopping. No dia do ocorrido, o jovem tinha ido trocar um relógio comprado para presentear o pai, quando foi abordado pelos PMs Gabriel Izaú e Diego da Silva, que o acusaram de furto.

Matheus foi imobilizado e forçado a deixar a loja. Ele teve, ainda, uma arma de fogo apontada para a cabeça. O MP sustenta que os seguranças da loja levantaram a suspeita de furto em razão da cor da pele do jovem.

Imagens gravadas pelas câmeras de segurança e por celulares de clientes registraram a abordagem e também as agressões. A reportagem não conseguiu contato com as defesas de Gabriel Izaú e Diego da Silva.

Mas, segundo o Ministério Público, ambos alegaram, em depoimento a Polícia Civil, que Matheus teria levantado suspeitas porque estava com um boné que fazia menção a um antigo chefe do tráfico de drogas de uma favela da região. Disseram ainda que ele também aparentava esconder uma arma sob suas roupas.

Ainda em depoimento, os policiais contaram que são colaboradores da empresa de consultoria em segurança, que presta serviço ao shopping. Em nota, o Ilha Plaza informou que, logo após o episódio, cancelou o contrato com a empresa por entender que houve quebra de protocolo e violação das regras firmadas.

O texto diz ainda que o centro comercial repudia qualquer ato discriminatório e violento, além de adotar medidas para contribuir com a luta antirracista, entre elas, a criação de um Comitê Consultivo de Diversidade.

Edição: Joana Lima

Últimas notícias
Direitos Humanos

Corpo de Dom Phillips é velado em Niterói, no Rio de Janeiro

Durante o velório, um pronunciamento foi lido pela irmã do jornalista. Sian Phillips destacou os motivos que levaram Dom a ser assassinado e selou um compromisso de continuar o trabalho dele.

Baixar arquivo
Saúde

Navio hospitalar atenderá comunidades ribeirinhas do Pantanal

Até o dia 3 de julho, o Navio de Assistência Hospitalar Tenente Maximiano vai percorrer os 520 quilômetros no trecho sul do Rio Paraguai para atendimentos médicos e odontológicos.

Baixar arquivo
Educação

Covid: Fiocruz reafirma importância de manter aulas presenciais

A Fundação Oswaldo Cruz enfatiza que é necessário ter disponibilidade de testes para covid-19 na comunidade escolar e recomenda que seja dada prioridade à vacinação com doses de reforço aos trabalhadores da educação.

Baixar arquivo
Cultura

Cem anos do rádio no Brasil: a Rádio Nacional

Não é possível contar a história do rádio no Brasil, sem mencionar a Rádio Nacional. Entre os anos 1940 e 1950, a emissora foi responsável por inesquecíveis programas, formatos e profissionais de nosso rádio.

Baixar arquivo
Geral

Acidente com avião de pequeno porte deixa três mortos em SP

Um avião de pequeno porte caiu em Salto do Pirapora no interior de São Paulo. Depois da queda, a aeronave pegou fogo. Três pessoas morreram no acidente. O piloto, a esposa e uma funcionária do casal. O corpo de bombeiros foi acionado pouco antes do meio-dia e trabalhou no resgate. 

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Multas ambientais são convertidas em insumos para proteção de animais

São equipamentos como mesa de atendimento veterinário, ultrassonografia, terapia a laser e a construção de recintos de voo, utilizados para tratamento e reabilitação dos animais.

Baixar arquivo