STF suspende perdão de policiais condenados pelo massacre do Carandiru

Publicado em 17/01/2023 - 18:25 Por Eduardo Cupertino - Estagiário Rádio Nacional * - Brasília

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Rosa Weber, concedeu liminar que suspende trecho de decreto de indulto, assinado em dezembro pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, no qual concedia perdão da pena a policiais condenados pelo massacre do Carandiru, ocorrido em outubro de 1992.

À época, uma operação policial após uma rebelião no antigo presídio da cidade de São Paulo resultou na morte de 111 detentos. 73 policiais foram condenados com penas que variaram de 48 a 624 anos de prisão. 

A ministra Rosa Weber, atendeu o pedido feito pela Procuradoria Geral da República, que considerou o indulto natalino de dezembro de 2022 inconstitucional por afrontar a dignidade humana e princípios do direito internacional.

O decreto concedeu anistia a agentes de segurança pública que tenham sido condenados por fatos ocorridos há mais de 30 anos, caso o crime não fosse considerado hediondo na época em que foi praticado.

Sendo presidente do STF, a ministra Rosa Weber é responsável pelo plantão judicial durante o período de recesso e pode tomar decisões sobre pedidos que considerar urgentes.

A decisão é válida até 1º de fevereiro, quando se inicia o ano judiciário e o ministro Luiz Fux, relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade, deve se debruçar no caso e realizar uma análise posterior. 

* Com supervisão de Nádia Faggiani

Edição: Nádia Faggiani / Alessandra Esteves

Últimas notícias
Eleições 2020

Barco com corpos à deriva é encontrado no litoral do Pará

O inquérito está sob a responsabilidade da Polícia Federal no Pará que enviou equipes para a região.  

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Ministério da Saúde inicia Mês de Vacinação dos Povos Indígenas

O Ministério da Saúde inicia neste sábado, 13, o mês de vacinação dos povos indígenas. A proposta é intensificar a imunização em territórios indígenas, ampliando a cobertura vacinal, sobretudo em áreas de difícil acesso.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Ministério dos Esportes condena atos de racismo a alunos do DF

O Ministério dos Esportes condenou, neste sábado, os ataques racistas sofridos por estudantes no Distrito Federal. Alunos foram chamados de “macaco”, “filho de empregada” e “pobrinho” durante uma partida de futebol de salão entre colégios de Brasília. O caso aconteceu em três de abril e veio à tona, nesta semana.

Baixar arquivo
Internacional

Lula visitará Colômbia para fortalecer laços comerciais

A Colômbia é o terceiro maior parceiro comercial do Brasil, atrás apenas dos Estados Unidos e da China.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Governo garante amparo a gestantes em cargos públicos provisórios

Mulheres que trabalham na administração pública em cargo em comissão ou são contratadas por tempo determinado têm garantido o direito à licença-maternidade e à estabilidade provisória.

Baixar arquivo
Geral

Inmet alerta para risco de chuvas intensas pelo Brasil

A previsão é de acumulados de chuva variando entre 30 e 60 milímetros por hora ou entre 50 e 100 milímetros por dia,

Baixar arquivo