Setor cultural terá R$ 3 bilhões de ajuda emergencial com sanção da Lei Aldir Blanc

Lei Aldir Blanc

Publicado em 30/06/2020 - 14:32 Por Anna Luisa Praser - Brasília

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei Aldir Blanc, que repassa R$ 3 bilhões ao setor cultural. O recurso, que tem caráter emergencial, será pago em parcela única. A sanção está publicada na edição desta terça-feira (30) do Diário Oficial.

 

O valor será distribuído entre estados, municípios e o Distrito Federal e será destinado a socorrer as micro e pequenas empresas, organizações culturais comunitárias e trabalhadores informais do setor, enquanto durar o estado de calamidade pública.

 

Os governadores e prefeitos poderão utilizar os valores para o pagamento de auxílio emergencial a essa categoria, em três parcelas de R$ 600 cada. Embora tenha os mesmos moldes e exigências do benefício emergencial já pago pelo governo federal, esse vai contemplar os trabalhares do setor cultural que, comprovadamente, ainda não receberam nenhum tipo de ajuda nesse sentido.

 

O recurso também poderá ser usado como subsídio mensal para manutenção de espaços artísticos e culturais que tiveram as atividades interrompidas por causa das medidas de isolamento.

 

Em contrapartida, os espaços culturais e artísticos que forem beneficiados terão de realizar atividades gratuitas para compensar a ajuda recebida.

 

Por enquanto, a prioridade na concessão de recursos é para o financiamento de atividades que possam ser transmitidas pelas redes sociais, plataformas digitais ou meios de comunicação não presenciais.

 

Todo o recurso não utilizado deverá ser devolvido ao governo federal em 120 dias.


A lei também autoriza a criação de condições especiais para renegociação de dívidas com linhas de créditos bancárias específicas para o setor cultural e destinadas para a compra de equipamentos e desenvolvimento de atividades.

 

Os setores da cultura e da economia criativa foram os mais afetados pela pandemia, de acordo com resultados preliminares divulgados nessa segunda-feira (29) pela pesquisa de Percepção de Impactos da Covid -19 nos Setores Culturais e Criativos do Brasil.

 

Segundo o levantamento, mais de 40% das organizações ligadas a esses dois setores disseram ter perdido entre 50% e 100% dos rendimentos. Já para os trabalhadores, as perdas de receitas declaradas ficaram em torno de 35%. Os setores culturais e criativos movimentam mais de R$ 170 bilhões por ano, o equivalente a 2,61% de toda a riqueza nacional, e empregam mais de 837 mil profissionais.

 

A projeção era de que esses setores gerassem quase R$ 44 bilhões para o Produto Interno Bruto até 2021.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Justiça

STF proíbe manutenção de empregos de aposentados em estatais após 2019

O plenário do Supremo Tribunal Federal decidiu que o vínculo empregatício de funcionários de empresas estatais deixa de existir para todos os que se aposentaram depois da reforma da previdência de 2019.

Baixar arquivo
Política

Bolsonaro pede a supermercadistas que não aumentem a cesta básica

Durante encontro com empresários, no Rio de Janeiro, o presidente da Republica, Jair Bolsonaro, fez um apelo ao setor supermercadista para que segurem os preços da cesta básica. Os empresários entregaram uma carta com pedidos de avanço da vacinação e prorrogação do auxílio emergencial

Baixar arquivo
Saúde

Com aumento de casos de covid, Araraquara vai adotar novo lockdown

Com crescimento de casos de coronavírus, Araraquara vai adotar novo lockdown. A decisão foi tomada nessa quinta-feira depois da cidade registrar pelo terceiro dia consecutivo mais de 20% de testes positivos nas amostras colhidas de pessoas com sintomas e assintomáticas.

Baixar arquivo
Saúde

Governo do DF vai flexibilizar medidas de combate à covid-19

O governo do Distrito Federal vai publicar nesta sexta-feira novo decreto flexibilizando medidas de combate à covid-19. Com isso, pessoas do grupo de risco vacinadas devem voltar ao trabalho 30 dias após o recebimento da segunda dose da vacina ou da dose única.

Baixar arquivo
Saúde

Fiocruz: Média móvel ultrapassa 2 mil mortes diárias por covid-19

A média móvel de mortes diárias por covid-19 voltou a ser superior a 2 mil nesta quarta-feira, de acordo a ferramenta Monitora Covid-19 da Fiocruz. Esse patamar não era alcançado desde 10 de maio, e mantém um movimento ascendente a partir do dia 6 de junho.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

2021 é o ano Internacional para a Eliminação do Trabalho Infantil

Entre 2012 e 2019, foram registradas mais de 54 mil denúncias de exploração do trabalho infantil. Os números estão disponíveis no Observatório Digital da Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, que foi atualizado nesta quinta-feira.

Baixar arquivo