Congresso derruba 5 vetos; receitas digitais passam a valer e historiador é profissão regulamentada

Congresso derruba vetos

Publicado em 12/08/2020 - 22:05 Por Kariane Costa - Brasília

Após acordo, o Congresso derrubou cinco vetos presidenciais nesta quarta-feira (12). Senadores e deputados rejeitaram os vetos ao projeto que prorroga a isenção de impostos para a instalação de cinemas e incentivos fiscais da Lei do Audiovisual. O presidente Jair Bolsonaro havia vetado a proposta que prorroga o Recine até 2024.

 

Os parlamentares também derrubaram os vetos ao projeto de Telemedicina, colocado em pauta em razão da pandemia. O trecho presidencial vetado foi o que autoriza receitas médicas por meio digital.

 

Também não recebeu apoio dos congressistas o veto ao projeto que regulamenta a profissão de historiador e à Medida Provisória do Agronegócio, que criou fundos de garantia para empréstimos rurais.

 

Neste caso, o principal dispositivo vetado pelo presidente Bolsonaro facilita a renegociação e a quitação de dívidas, prorrogando os prazos para o pagamento do crédito rural.

 

Um quinto veto foi rejeitado, relacionado ao projeto que dispensava licitação para serviços jurídicos e contábeis pela administração pública.

 

Outros 13 vetos presidenciais foram mantidos. Como o veto integral ao projeto que garantia o fornecimento de sangue e medicamentos, pela rede pública de saúde, aos pacientes. Também foi mantido o veto à ampliação de quem teria direito a receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC), benefício que é pago a pessoas com deficiência e idosos de baixa renda.

 

Para que um veto do presidente da República seja derrubado, é necessário o apoio mínimo de 257 votos na Câmara dos Deputados e 41, no Senado.

 

Confirmados pela Câmara e Senado, significa que o texto que foi enviado ao presidente volta a valer.

 

Assim, por exemplo, a profissão de historiador será regulamentada e as receitas médicas por meio digital passam a ter validade.

Últimas notícias
Saúde

RJ: Casos de dengue aumentam 177% nos cinco primeiros meses deste ano

A capital fluminense concentra a maioria dos registros da doença, mas as regiões Noroeste e Norte apresentam alta transmissão, de acordo a Secretaria de Estado de Saúde.

Baixar arquivo
Economia

Ministério de Minas e Energia diz que estoque de diesel dura 38 dias

Se a importação desse combustível fosse suspensa, seria possível atender à demanda durante 38 dias, com esses estoques e a produção nacional.

Baixar arquivo
Economia

Eletrobras lança oferta de ações em mais um passo para privatização

A Eletrobras apresentou os documentos necessários para realizar a operação, com a qual a estatal espera movimentar mais de R$ 30 bilhões.

Baixar arquivo
Cultura

Começa o São João no Maranhão, a previsão é de 60 dias de festa

Os últimos meses foram de ensaios, muito trabalho nos ateliês dos grupos de Bumba Meu Boi e outras manifestações culturais do Maranhão.

Baixar arquivo
Economia

Pesquisa: mais de 20 milhões de pessoas poderiam trabalhar remotamente

Pesquisa do Ipea, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, divulgada nesta sexta-feira, estima que mais de 20 milhões de trabalhadores no Brasil estão em ocupações que poderiam ser realizadas remotamente.

Baixar arquivo
Geral

Brasil já registra 17 mil divórcios em cartórios neste ano

No ano passado, foram concluídas mais de 80 mil separações consensuais. Este é o maior número desde 2007, quando uma lei federal permitiu a formalização do divórcio diretamente em cartórios.

Baixar arquivo