Líderes do Congresso Nacional se reúnem com Jair Bolsonaro no Alvorada

Reforma Tributária e Pacto Federativo são temas da reunião

Publicado em 28/09/2020 - 07:52 Por Kariane Costa - Brasília

A movimentação de líderes da Câmara e do Senado do Congresso começa nesta segunda-feira (28), mas em outro endereço, no Palácio da Alvorada. Parlamentares se reúnem com o presidente Jair Bolsonaro para discutir o texto do governo sobre a reforma tributária e também sobre o pacto federativo.

O encontro articulado pelo líder do governo, deputado Ricardo Barros, do PP, está marcado às 11h. Atenções também voltadas para o corregedor da Câmara, deputado, Paulo Bengtson. Na última semana ele afirmou que fará a entrega do seu parecer sobre a deputada Flordelis até essa sexta-feira (26).

A parlamentar é alvo de uma investigação na Casa por quebra de decoro. Ela é acusada pelo Ministério Público de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho do ano passado. A deputada alega inocência.

Já no Senado a semana promete ser mais amena, com inicio da campanha eleitoral para as eleições municipais, o ritmo do Congresso vai diminuindo. 

Destaque na casa é o cabo de guerra  em torno da corrida do presidente, Davi Alcolumbre, à reeleição ao cargo.

De um lado um grupo de senadores tenta barrar a recondução de Davi. Eles entraram com uma ação na justiça e o tema já está no Supremo Tribunal Federal.

Do outro, parlamentares aliados a Davi Alcolumbre  e ao governo, articulam uma maneira de tentar a recondução na próxima eleição interna prevista para fevereiro. Seja por meio de um novo entendimento da norma ou meio de uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional), que se aprovada autorizaria a reeleição.

Atualmente, a Constituição Federal prevê mandato dos membros das Mesas Diretoras por dois anos, com proibição de recondução ao mesmo cargo na mesma legislatura.  

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Meio Ambiente

Caixa adere a programa Adote um Parque

Banco vai destinar R$ 150 milhões para o programa ambiental, por meio do Fundo Socioambiental da Caixa. O presidente afirmou que o objetivo é ampliar a área de floresta no país.

Baixar arquivo
Geral

WhatsApp limita no sábado funções de contas sem adesão a novas regras

Entre as principais mudanças está o compartilhamento de dados de usuários do WhatsApp com o Facebook e outras empresas do mesmo grupo, que podem usar as informações com propósito comercial.

Baixar arquivo
Política

Ex-secretário de comunicação Fábio Wajngarten depõe na CPI da Pandemia

Em depoimento à CPI da Pandemia, o ex-secretário de comunicação da Presidência, Fábio Wajngarten confirmou a demora do Brasil em responder a carta da Pfizer oferecendo doses de vacinas. O documento foi enviado em 12 de setembro e segundo Wajngarten, até 9 de novembro ficou sem respostas.

Baixar arquivo
Educação

UFRJ pode parar em julho por falta de dinheiro

De acordo com a reitoria, os repasses aprovados para este ano podem chegar, no máximo, a R$ 258 milhões. No ano passado, orçamento foi de R$ 386 milhões. Ministério da Educação diz que os cortes para toda a rede federal de ensino superior foram de 16,5%, porque houve redução de recursos destinados para a pasta.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

DF:Disque 125 recebe denuncias de ações contra crianças e adolescentes

O novo canal de denúncias de violação dos direitos de crianças e adolescentes do DF já está disponível por meio do telefone 125. O serviço foi lançado para prestar orientações e esclarecimentos quanto aos direitos de crianças e adolescentes, além de registrar e monitorar denúncias.

Baixar arquivo
Saúde

Em nota, Fiocruz lamenta morte de grávida após trombose

A Fundação Oswaldo Cruz emitiu uma nota lamentando a morte no Rio de Janeiro de uma grávida, vítima de um acidente vascular cerebral hemorrágico. No fim da semana passada, a mulher havia tomado a vacina de Oxford/AstraZeneca, fabricada pela Fiocruz, e teve um tipo raro de trombose.

Baixar arquivo