Representação de SP na China tenta liberação de insumos da CoronaVac

Princípio ativo é necessário para produção da vacina, mas está retido

Publicado em quarta-feira, 20 Janeiro, 2021 - 20:37 Por Eliane Gonçalves - São Paulo

Segundo o governador João Doria, a representação do governo de São Paulo em Pequim, na China, está em contato com as autoridades chinesas para agilizar o envio dos novos insumos da vacina CoronaVac para o Brasil.

Esses insumos são o princípio ativo exigido para a produção de novas doses da vacina.

Segundo o Instituto Butantan, a matéria-prima que estava no Brasil já está praticamente no fim, depois da produção dos primeiros 4,5 milhões de doses.

O diretor do Instituto, Dimas Covas, pediu a ajuda do governo federal para acelerar o processo de envio dos insumos do país asiático pra cá.

As crises diplomáticas entre o governo brasileiro e o governo chinês vêm sendo apontadas como um dos fatores para o atraso no envio dos insumos para o país. Não apenas para a vacina Sinovac, mas também para a produção dos primeiros lotes da vacina da AstraZeneca, que vai ser produzida no Brasil pela Fiocruz.

Em nota, a Secretaria de Comunicação do Governo Federal disse que o assunto vem sendo tratado com seriedade, e que a embaixada do Brasil em Pequim tem mantido negociações com o Governo da China. A nota ressalta que o governo federal é o único interlocutor oficial com o governo chinês.

Segundo o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que se reuniu nessa quarta-feira com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, os atrasos não estão sendo causados por questões políticas, e sim por problemas burocráticos.

Ainda segundo Rodrigo Maia, o embaixador chinês não deu prazos para a chegada dos ativos no Brasil.

Para que não haja interrupção no fornecimento da CoronaVac, a expectativa do Butantan é receber 5,4 milhões de litros do princípio ativo da CoronaVac até o final do mês. O volume seria suficiente para produzir cerca de 5 milhões de doses da vacina. Outros 5,6 milhões de litros são aguardados para o dia 10 de fevereiro.

A Fiocruz alertou nessa terça-feira que o atraso no envio do ativo para fabricação da vacina deve impactar no prazo para entrega do primeiro lote do medicamento da AstraZeneca. As primeiras doses estavam previstas para serem entregues entre 8 e 12 de fevereiro. Agora, a estimativa é que elas só fiquem prontas em março.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Política

Empresas privadas poderão comprar vacina contra a covid-19

Projeto foi aprovado na Câmara e segue para sanção presidencial.  O texto aprovado pelos deputados estabelece que enquanto durar a vacinação dos grupos prioritários, as doses compradas pela iniciativa privada deverão ser integralmente doadas ao SUS.

Baixar arquivo
Saúde

Governadores pedem ação integrada para combate à covid-19

Ao longo do dia, os governadores também estiveram com representantes do Ministério da Saúde. E ouviram da presidente da Comissão de Orçamento, a deputada Flávia Arruda, do PL, a promessa de receberem R$14,5 bilhões  em emendas parlamentares destinadas ao Sistema Único de Saúde.

Baixar arquivo
Política

Não há crise entre o Brasil, China e Estados Unidos, diz ministro

O ministro das relações exteriores, Ernesto Araújo, afirmou hoje que não há crise entre o Brasil, China e Estados Unidos. Na coletiva de imprensa sobre a política externa, realizada, nessa terça (02), Araújo disse que a crise com embaixador chinês no país está superada.

Baixar arquivo
Saúde

Planos de saúde aumentam cobertura de tratamentos para câncer

Os planos de Saúde vão ter que cobrir novos procedimentos e medicamentos. A resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) amplia a cobertura obrigatória dos planos de saúde a partir de abril de 2021.

Baixar arquivo
Educação

5% dos alunos da rede pública estão com deficiência em matemática

O levantamento apontou que apenas 5% dos estudantes de escolas públicas, do 3º ano do ensino médio, conseguiam resolver questões com a probabilidade ou com o uso do Teorema de Pitágoras.

Baixar arquivo
Justiça

Desembargadores do TRT-RJ são denunciados por esquema de propinas

Magistrados faziam parte de esquema de corrupção que desviou recursos da saúde no estado, e arrecadou propina junto a empresas de ônibus e pessoas ligadas ao governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel.

Baixar arquivo