Governo e Congresso Nacional criam comitê de combate à covid-19

Medida foi anunciada após reunião de autoridades em Brasília

Publicado em 24/03/2021 - 14:03 Por Sayonara Moreno - Brasília

Depois que o Brasil registrou mais de 3 mil por covid-19, um novo recorde, o governo federal anunciou a criação de um comitê nacional para a minimizar os efeitos da pandemia. A medida foi tomada durante um encontro entre os chefes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, nesta quarta-feira, no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República.

No centro da coordenação nacional, o presidente Jair Bolsonaro mencionou a intenção de dedicar à vacinação em massa, para resolver a “situação complicada” em que se encontra o Brasil.

A declaração foi dada após o encontro, em Brasília. O comitê nacional de combate à pandemia vai ter a participação de diversos poderes, em níveis diferentes da federação. No entanto, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, também presente na reunião, anunciou que pode atuar de outras formas, já que o judiciário é impossibilitado de fazer parte do comitê.

Também após o encontro, o Ministro da Saúde recém-empossado, Marcelo Queiroga, mencionou o fortalecimento do SUS, em níveis nacional, estaduais e municipais. Citou ainda a criação de protocolos unificados de atendimento e uma campanha de vacinação, para que a população brasileira seja imunizada em massa.

Representando os gestores estaduais e do Distrito Federal, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, comemorou a criação de uma assessoria, pelo Ministério da Saúde, para ajudar estados e municípios na gestão da pandemia.

Chefes do Legislativo, os presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira e do Senado, Rodrigo Pacheco, relataram a importância da criação desse comitê e a urgência para a solução dos casos de coronavírus no Brasil.

Nessa terça-feira (23), o país atingiu, pela primeira vez, mais de 3 mil mortes pela covid, em 24 horas. Pacheco anunciou que o comitê vai trabalhar em medidas como ampliação de leitos de UTI e no fornecimento de oxigênio, insumos e medicamentos.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Direitos Humanos

Governo lança campanha para combater violência contra menores

Esta terça-feira é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Baixar arquivo
Cultura

Exposição destaca o protagonismo da mulher nas artes plásticas

Uma exposição em cartaz no Centro Cultural Correios, no Rio de Janeiro, destaca o protagonismo das mulheres nas artes plásticas. Cinco artistas com trabalhos individuais dividem, até 20 de junho, o espaço da exposição “Arte Contemporânea Feminina”.

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Inpi prioriza trâmite de tecnlogias para enfrentamento à covid

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi), que é o órgão responsável pelas patentes no Brasil, prioriza o trâmite de processos que sejam voltados para tecnologias e fármacos destinados ao combate ao novo c

Baixar arquivo
Saúde

Vacinação do DF inclui professores de creches

A vacinação contra covid-19 no Distrito Federal vai incluir dois novos grupos prioritários esta semana.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Municípios podem aderir ao pacto para erradicação do trabalho escravo

Os municípios brasileiros também vão poder aderir ao Pacto Federativo para Erradicação do Trabalho Escravo. A portaria publicada no dia da abolição da escravidão no país, 13 de maio, ampliou a participação no pacto, que antes era restrito aos estados.

Baixar arquivo
Saúde

Senadores querem ir à China para negociar mais vacinas

A vacina do laboratório Sinopharm foi aprovada para uso emergencial

Baixar arquivo