Lei de combate à violência política contra a mulher é sancionada

Publicado em 05/08/2021 - 21:21 Por Daniella Longuinho, da Rádio Nacional - Brasília

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, nesta quinta-feira (5), a lei de combate à violência política contra a mulher. O texto, de autoria da deputada Rosângela Gomes (Republicanos), e aprovado pelo Senado no último mês de julho, altera o Código Eleitoral, e torna crime a divulgação de conteúdos falsos ou que estimulem a discriminação em razão do sexo feminino.

A lei também torna crime o ato de assediar, constranger, humilhar, perseguir ou ameaçar candidatas e mulheres eleitas, com o objetivo de impedir ou dificultar a campanha eleitoral ou o desempenho do mandato eletivo. A pena varia de 1 a 4 anos de prisão, além de multa, e será aumentada em um terço se o crime for cometido contra grávidas, mulheres maiores de 60 anos ou com deficiência.

A pesquisadora Ana Cláudia Santano, integrante do Observatório de Violência Política contra a Mulher, afirma que a lei é de grande importância, porque ataca um dos principais fatores de afastamento das mulheres da vida política.

No Brasil, medidas afirmativas como o financiamento público das campanhas femininas e de mulheres negras, e as cotas de gênero buscam aumentar a representatividade das mulheres na política. Ana Cláudia Santano lembra que essas conquistas precisam ser cobradas e defendidas, sob o risco de haver retrocessos.

Segundo a especialista, o uso indevido pelos partidos de nomes de mulheres apenas para o preenchimento da cota de 30% e o desvio dos recursos destinados ao financiamento das campanhas femininas estão entre os principais casos de violência política contra a mulher no Brasil.

Além das denúncias e punições, o Observatório de Violência Política contra a Mulher também defende a elaboração de campanhas educativas para combater essas práticas.

Edição: Jéssica Gonçalves e Luiz Claudio Ferreira

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Correios fazem leilão de 701 mil itens a partir de segunda-feira (27)

São os chamados refugos, ou seja, produtos que continuam aos cuidados dos Correios, mesmo após várias tentativas de entrega aos destinatários.

Baixar arquivo
Geral

Novo aplicativo do Bolsa Família já tem 200 mil downloads

Quem ainda não tem o aplicativo, pode fazer o download nas lojas virtuais para os sistemas IOS e Android.

Baixar arquivo
Cultura

80% da população ainda ouve rádio, diz pesquisa

É o que aponta o estudo Inside Radio 2021, da Kantar IBOPE Media. E mesmo aumentando a audiência das rádios pelo celular, as pessoas preferem é escutar no aparelho de rádio tradicional.

Baixar arquivo
Cultura

Nova edição da ViradaSP começa neste sábado em Mogi das Cruzes (SP)

Na programação de hoje estão apresentações do rapper Rael, da cantora Adriana Moreira e do cantor e contador de causos Rolando Boldrin, no quadro Rolando Prosa.

Baixar arquivo
Economia

Caixa inicia pagamento da sexta parcela do Auxílio Emergencial

Saques em dinheiro e transferências bancárias para quem nasceu em maio serão liberados no dia 8 de outubro. Valores podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem.

Baixar arquivo
Economia

Fim de ano pode gerar 94 mil vagas de empregos temporários, diz CNC

O cálculo é da CNC, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. Economista alerta que a previsão depende do controle da pandemia.

Baixar arquivo