Pará inclui empregados domésticos em serviços essenciais

Categoria demonstra preocupação

Publicado em 07/05/2020 - 15:33 Por Maíra Heinen - Brasília

O decreto que estabeleceu lockdown em cidades do Pará a partir desta quinta-feira também elencou o serviço de trabalhadoras domésticas como atividade essencial. A medida difere do entendimento nacional sobre o assunto. Decretos presidenciais editados em fevereiro e março desse ano não colocam a atividade como essencial.

 

A determinação do governo do Pará causou preocupação entre trabalhadoras da categoria. A secretária-geral da Fenatrad (Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas), Creusa Maria Oliveira, afirma que a medida é um risco para a saúde das domésticas.

 

"Nós sabemos que a categoria de trabalhadora doméstica é importante para a sociedade, mas generelazir que toda trabalhadora é obrigada a estar no trabalho nessse momento de pandemia é expor a categoria".

 

Sobre o assunto, o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, num vídeo publicado em suas redes sociais, ressaltou que é preciso observar situações específicas no caso das trabalhadoras domésticas.

 

"O que precisamos agora é da proteção das pessoas e a garantia dos trabalhos essenciais. Queremos, como regra, que as empregadas domésticas não trabalhem".

 

O governo do estado também se manifestou sobre o assunto e explicou que os serviços foram incluídos após a avaliação do governo estadual, como forma de garantir assistência a idosos, pessoas com deficiência ou crianças, especialmente nos casos em que os responsáveis trabalhem em atividades essenciais.

 

A Nota Técnica publicada em abril pelo Ministério Público do Trabalho orienta que a categoria seja dispensada do comparecimento ao local de trabalho, com remuneração assegurada, no período em que vigorarem as medidas de contenção da pandemia. A exceção são as pessoas que trabalham como cuidadoras de idosas e idosos que residam sozinhos e de pessoas que necessitem de acompanhamento permanente.

 

A reportagem questionou a prefeitura sobre como se dará a fiscalização do trabalho doméstico, quando não for essencial; mas até o momento não obteve retorno.

Últimas notícias
Justiça

MPF abre novo procedimento após morte de cidadão em abordagem da PRF

Imagens veiculadas na internet mostram a vítima presa dentro de uma viatura esfumaçada. O IML de Sergipe identificou de forma preliminar que a vítima teve como causa da morte insuficiência aguda secundária a asfixia.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas em AL: Governo reconhece situação de emergência em 9 municípios

O governo federal reconheceu a situação de emergência em nove municípios de Alagoas por causa das fortes chuvas que atingem o estado. Outras duas cidades estão com processo de reconhecimento federal em andamento. 

Baixar arquivo
Justiça

Chacina de Unaí: ex-prefeito é condenado a 64 anos de prisão

O Tribunal do Júri Federal condenou nesta sexta-feira o produtor rural e ex-prefeito Antério Mânica no caso do assassinato de três auditores fiscais e do motorista, em 2004, em Unaí (MG).

Baixar arquivo
Saúde

RJ: Casos de dengue aumentam 177% nos cinco primeiros meses deste ano

A capital fluminense concentra a maioria dos registros da doença, mas as regiões Noroeste e Norte apresentam alta transmissão, de acordo a Secretaria de Estado de Saúde.

Baixar arquivo
Economia

Ministério de Minas e Energia diz que estoque de diesel dura 38 dias

Se a importação desse combustível fosse suspensa, seria possível atender à demanda durante 38 dias, com esses estoques e a produção nacional.

Baixar arquivo
Economia

Eletrobras lança oferta de ações em mais um passo para privatização

A Eletrobras apresentou os documentos necessários para realizar a operação, com a qual a estatal espera movimentar mais de R$ 30 bilhões.

Baixar arquivo