Família de Arthur recebe R$ 8 milhões para comprar medicamento

Publicado em 23/09/2020 - 20:04 Por Gésio Passos - Brasília

A luta contra o tempo para o tratamento do pequeno Arthur, de 1 ano e 10 meses, está perto de sua solução. Ele é portador de Atrofia Muscular Espinhal, uma doença genética que afeta os neurônios motores, causando fraqueza e atrofia muscular.

Após decisão judicial obrigando o governo federal a bancar o tratamento, o Ministério da Saúde depositou nesta quarta-feira (23) mais de R$ 8 milhões para que a família adquira o medicamento Zolgensma, um dos mais caros do mundo.

Os recursos do SUS, somados à vaquinha feita pela família, viabilizarão a compra e aplicação do medicamento importado, que precisa ser feita antes da criança completar 2 anos de idade.

A mãe de Artur, Alessandra Ferreira dos Santos, fala sobre o difícil diagnóstico da doença, que só foi descoberta por exame de DNA.

Com o tratamento, Alessandra espera que todos os sonhos para o Arthur se concretizem.

A família afirmou que a compra do medicamento será feita pelo Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, no Paraná, onde será feito todo o tratamento.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou em agosto, em caráter excepcional, necessitando de estudos adicionais, o registro do medicamento Zolgensma para o tratamento da Atrofia Muscular Espinhal. Segundo a Agência, os estudos demonstram que medicamento melhora a sobrevivência dos pacientes, reduz a necessidade de ventilação para respirar e alcança marcos de desenvolvimento motores.

Em março deste ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que os estados e municípios não são obrigados a fornecer à população medicamentos de alto custo que não estiverem na lista do SUS. Para a Corte, a justiça só pode obrigar o governo a fornecer estes medicamentos em casos excepcionais, que ainda serão definidos pelo STF.

Edição: Ana Pimenta

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Esportes

Uma montanha de recicláveis para chegar ao topo do Everest

Conheça a história da educadora física Aretha Duarte, que pode ser a primeira brasileira negra a chegar ao pico mais alto do planeta - e que conseguiu o dinheiro para essa empreitada juntando material reciclável.

Baixar arquivo
Saúde

Manaus começa vacinar pessoas com comorbidades a partir desta segunda

A partir desta segunda-feira, dia 12, pessoas com qualquer tipo de comorbidades, que são as doenças preexistentes, vão poder buscar a vacina, contra a Covid-19, em Manaus, no Amazonas.

Baixar arquivo
Justiça

Vacina covid: TJ Rio mantém prioridade de professores e policiais

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, decidiu manter, na íntegra, o decreto estadual que beneficia os trabalhadores das forças de segurança e da educação como parte do grupo prioritário para vacinação contra a covid-19. 

Baixar arquivo
Segurança

PM do Rio prende lider de facção acusado de mais de 30 homicídios

O Comando de Operações Especiais da Polícia Militar do Rio de Janeiro prendeu, na manhã deste sábado, um homem apontado como líder de uma facção criminosa do tráfico no Estado.

Baixar arquivo
Saúde

Em Maceió prefeitura organiza ação de vacinação por 24 horas

Na capital Alagoana, Maceió, a imunização contra a covid-19 não vai ter descanso neste fim de semana. A vacinação vai ocorrer por 24 horas. A força-tarefa vai ter início às 16h deste sábado e se estende até às 16h de domingo.

Baixar arquivo
Economia

Caixa paga neste domingo auxílio emergencial para nascidos em março

A Caixa Econômica Federal começa a pagar neste domingo a primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021 aos beneficiários nascidos em março e que não fazem parte do Bolsa Família. A Caixa informou que nessa sexta-feira dois milhões de pessoas nascidas em fevereiro receberam os pagamentos.

Baixar arquivo