SUS estuda oferecer medicamentos à base de canabidiol

Informação é do ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello

Publicado em 10/09/2020 - 17:45 Por Priscilla Mazenotti - Brasília

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que está em andamento um processo para que o SUS passe a oferecer medicamentos à base de canabidiol, substância química derivada da Cannabis, a planta da maconha, e que é usada no tratamento de uma série de doenças neurológicas graves.

É que, em março, entrou em vigor uma resolução da Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, regulamentando a fabricação, a importação e a comercialização de produtos derivados da Cannabis para fins medicinais, com uma série de regras, como previsão de receita e percentual máximo de princípio ativo, além da necessidade de autorização.

Já agora, em agosto, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região determinou que a União inclua medicamentos à base de canabidiol, já registrados na Anvisa, na lista de medicamentos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). E o assunto também está em discussão no Congresso Nacional, como lembrou o ministro.

A declaração de Pazuello foi feita nesta quinta-feira (10), durante evento do ministério da Saúde no Palácio do Planalto, lembrando o setembro amarelo e o dia Mundial de Combate ao Suicídio. O governo aproveitou a data para lançar uma série de ações voltadas para a educação da saúde mental.

Serão quatro eixos: prevenção do suicídio e a automutilação, prevenção da gravidez na adolescência e ao uso de drogas, sejam elas lícitas ou ilícitas, além do combate à violência contra crianças, mulheres e idosos.

A ideia é promover cursos a distância e elaborar materiais sobre os temas abordados, que serão destinados a qualificar profissionais de saúde, educadores da rede pública e privada de ensino, líderes de associações religiosas, profissionais de conselhos tutelares, entidades beneficentes e movimentos sociais.

Todo o projeto é uma iniciativa do Ministério da Saúde, com apoio do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, do Ministério da Educação e de entidades representativas da sociedade.


 

Edição: Lana Cristina

Últimas notícias
Justiça

Alagoas: Ministério Público realiza operação contra fraude tributária

Uma operação investiga empresas de fachada que emitiram R$ 76 milhões em notas fiscais falsas. Ao todo cinco empresas estão sendo investigadas por fraude fiscal em São Paulo e Alagoas.

Baixar arquivo
Esportes

Libertadores: Atlhetico-PR enfrenta o Estudiantes nesta quinta-feira

Se quiser manter viva a chance de conquistar a Libertadores pela primeira vez e levantar novamente o caneco da Copa do Brasil, o Furacão vai ter que passar por adversários difíceis.

Baixar arquivo
Educação

Superdotação: desafio é identificar pessoas com altas habilidades

O dia 10 de agosto é o dia Mundial da Superdotação. No Brasil, mais de 24 mil crianças foram identificadas como superdotadas. Mas esse número pode ser muito maior.

Baixar arquivo
Cultura

Grande Prêmio do Cinema Brasileiro ocorre nesta quarta-feira

A 21ª edição também marca o retorno da festa presencial, já que em 2020 e no ano passado foi realizada virtualmente por causa da pandemia de covid-19.

Baixar arquivo
Esportes

Começa a etapa regional, de Brasília, das Paralimpíadas Escolares 2022

Etapa nacional das Paralimpíadas Escolares começa dia 23 de novembro, em São Paulo. Os estudantes podem participar de 24 modalidades como basquete em cadeiras de rodas, parabadminton e Golbol.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Santa Catarina: ciclone extratropical deixa estragos em várias cidades

O fenômeno causou rajadas de vento de cerca de 90 quilômetros por hora. Algumas cidades, como a capital Florianópolis, registraram precipitação de quase 200 milímetros nas últimas 24 horas.

Baixar arquivo