Governador do RJ descarta recuo na flexibilização da quarentena

Casos de Covid-19 cresceram no estado; foi anunciada testagem em massa

Publicado em 01/12/2020 - 21:17 Por Fabiana Sampaio - Rio de Janeiro

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Claudio Castro, voltou a descartar qualquer recuo nas medidas de flexibilização no estado para fazer frente ao aumento de casos da Covid-19. Em coletiva nesta terça-feira no Palácio Guanabara, ao lado do prefeito eleito da capital, Eduardo Paes, Castro afirmou que o governo se concentra na testagem em massa, aumento de leitos e fiscalização das restrições que ainda vigoram.

Segundo Castro, a testagem em massa deve ter início já nesta quinta-feira. A Secretaria de Estado de Saúde vai divulgar inicialmente cinco locais.

Castro também confirmou a abertura do Hospital Modular de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, previsto no plano de enfrentamento ao novo coronavírus, mas que até hoje não foi inaugurado.  E anunciou para a próxima semana uma campanha publicitária de conscientização sobre a importância de prevenção à pandemia.

O prefeito eleito, Eduardo Paes, também defendeu que, primeiro, é preciso fazer cumprir as restrições vigentes, antes de pensar noutras soluções. Sobre a possibilidade de lockdown, Paes não considera uma solução adequada no momento. Ele ainda avaliou como desnecessário o gasto de dinheiro na construção de hospitais de campanha já que, segundo disse, o município tem muitas as unidades de saúde com leitos fechados.

Na coletiva de imprensa, o governador Claudio Castro ainda comentou sobre a possibilidade de acordos para compra de vacinas diretamente pelo estado, mas afirmou que o Rio de Janeiro vai cuidar da parte logística para imunizar a população, e o governo federal fará a compra e distribuição. Ele acredita que não deve haver priorização de estados na distribuição das vacinas. No entanto, lembrou que o Rio de Janeiro e São Paulo são as principais portas de entrada do país.

Últimas notícias
Política

Presidente da República almoça com embaixadores de 18 países no Rio

Como exemplo de situações de instabilidade mundial, que demonstram a segurança oferecida pelo Brasil, Jair Bolsonaro citou os riscos de desabastecimento que vários países vêm passando.

Baixar arquivo
Geral

Rio de Janeiro: crimes contra a vida têm queda de 17%

Os dados são relativos aos primeiros quatro meses de 2022 na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 1.025 vítimas, o menor número desde 1991.

Baixar arquivo
Saúde

Covid-19: número de testes positivos em farmácias cresce 54% em maio

Dos 210 mil testes realizados na primeira quinzena do mês, quase 50 mil comprovaram a infecção pelo coronavírus. Já em abril, foram 262 mil no total e cerca de 32 mil confirmaram a presença do Sars-Cov-2.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

ONU diz que subiu 500% o total de pessoas com fome no mundo desde 2016

Os níveis de fome ao redor do mundo atingiram uma nova alta, segundo o secretário-geral das Nações Unidas. António Guterres fez declarações na quarta-feira, durante uma reunião ministerial sobre segurança alimentar, em Nova Iorque. 

Baixar arquivo
Política

Lei que torna permanente o Auxílio Brasil é publicada pelo governo

A medida que estabelece um piso do benefício de R$400 de forma permanente foi sancionada, nessa quarta-feira, pelo presidente Jair Bolsonaro e publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

Baixar arquivo
Geral

Estudo indica que exercícios regulares não são afetados pela poluição

Manter a forma praticando exercícios regularmente, mesmo nos ambientes poluídos das grandes metrópoles, pode gerar mais benefícios do que malefícios, é o que diz um estudo da USP.

Baixar arquivo