Covid: Anvisa aprova vacinas, e doses serão distribuídas nesta segunda

SP fez a 1ª aplicação da CoronaVac em enfermeira da linha de frente

Publicado em domingo, 17 Janeiro, 2021 - 18:06 Por Victor Ribeiro - Brasília

“Vamos nos vacinar, não tenham medo. É isso que estamos precisando. É isso que a gente estava esperando, a vacina, para a gente poder voltar à vida normal. Um abraço, um aperto de mão”.

Esta é a voz da enfermeira Mônica Calazans, a primeira pessoa a ser vacinada no Brasil, logo após a Anvisa autorizar o uso emergencial de vacinas contra a Covid-19. Ela trabalha no Instituto Emílio Ribas, em São Paulo, na linha de frente do enfrentamento à pandemia, e tomou a primeira dose da CoronaVac, produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan.

Neste domingo, a diretoria colegiada da Anvisa autorizou o uso de 6 milhões de doses da Coronavac, que deve ser distribuída para todo o país. E a Fiocruz também obteve autorização para usar 2 milhões de doses da vacina produzida pela universidade inglesa de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca, em parceria com a Fiocruz e fabricada pelo Instituto Serum, na Índia. As autorizações de uso emergencial foram concedidas em decisão unânime.

Logo após o fim da reunião extraordinária da Anvisa, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou que as vacinas começam a ser enviadas nesta segunda-feira para os estados.

Os cinco diretores da Anvisa destacaram a importância das vacinas neste momento em que a pandemia acelera ao redor do mundo e nenhum remédio se mostrou eficaz contra a Covid-19.

A reunião extraordinária da Anvisa que autorizou o uso emergencial das vacinas durou pouco mais de 5 horas. O diretor-presidente da agência reguladora, Antônio Barra Torres, destacou que a expectativa da vacinação traz esperança, mas que ainda não é hora de relaxar nos cuidados.

Os diretores da Anvisa consideraram que os benefícios das vacinas superam os riscos. E acompanharam o voto da relatora Meiruze Freitas, para permitir o uso, desde que o Butantan se comprometa a fazer novos testes sobre a eficácia da vacina. Eles consideraram que os dados são insuficientes em relação à força e à duração dos anticorpos produzidos pelas imunizações. Então, pediram que o Butantan assine um termo de compromisso para aprofundar as pesquisas.

O diretor-presidente do Butantan, Dimas Covas, informou que já enviou o termo de responsabilidade à Anvisa.

Sobre as doses da vacina de Oxford que estão na Índia, o ministro Eduardo Pazuello afirmou que elas estão garantidas e devem chegar ao Brasil ainda esta semana.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Economia

Conta de luz terá bandeira amarela em março

Apesar das chuvas intensas, nível dos reservatórios ainda é baixo

Baixar arquivo
Saúde

Vacinação de idosos com 79 anos ou mais começa segunda (1º) no Rio

Em seu perfil em uma rede social, prefeito Eduardo Paes informou que os postos de saúde vão aplicar a vacina entre a segunda e a quarta-feira, e que um novo cronograma será anunciado assim que novas doses da vacina chegarem.

Baixar arquivo
Saúde

Decreto com novas regras para lockdown no DF deve ser publicado hoje

De acordo com o governador Ibaneis Rocha, objetivo é flexibilizar restrições em áreas de menor impacto

Baixar arquivo
Saúde

Insumo para mais de 12 milhões de doses de vacina chega hoje ao Rio

Uma nova remessa do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), suficiente para a produção de mais de 12 milhões de doses da vacina contra a covid-19 chega neste sábado (27) ao Rio

Baixar arquivo
Cultura

Carolina Maria de Jesus recebe título de Doutora Honoris Causa da UFRJ

Homenagem póstuma foi concedida à escritora pela extrema relevância de sua obra na luta antirracista

Baixar arquivo
Saúde

Covid-19: ocupação de UTIs atinge pior nível desde início da pandemia

A proporção de leitos ocupados passou de 80% em 12 estados e no Distrito Federal. Amazonas, Ceará, Paraná, Rondônia e Santa Catarina têm percentual de leitos ocupados acima dos 90%.

Baixar arquivo