Cidades turísticas do RJ terão barreiras sanitárias durante o feriadão

Publicado em 24/03/2021 - 17:23 Por Tâmara Freire - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

O feriadão de 10 dias proposto pelo governo do Rio de Janeiro para tentar diminuir os números da Covid-19 acendeu um alerta em muitas cidades turísticas do Estado. Os gestores municipais temem que a medida aumente o fluxo por esses locais, especialmente de moradores da Região Metropolitana, agravando, assim, a situação nos destinos mais procurados. Algumas prefeituras já anunciaram barreiras sanitárias, acompanhadas de medidas diversas.

Rio das Ostras, na região dos Lagos, por exemplo, decidiu vetar a entrada de pessoas que não tenham uma motivação essencial para ir até a cidade. Somente quem vive ou trabalha no município, profissionais das áreas de saúde e segurança e pessoas que tenham algum serviço agendado podem passar pelas barreiras sanitárias. A Prefeitura adotou a medida porque todos os leitos hospitalares estão ocupados, e já há risco de colapso no sistema funerário.

Saquarema também vai implantar barreiras nas vias de acesso, mas pretende continuar autorizando a entrada de quem comprovar hospedagem em hotéis ou pousadas. Visitantes sem esse planejamento serão barrados.

Já a cidade de Cabo Frio, que até o momento também está permitindo a entrada de turistas com reserva nos meios de hospedagem, pretende publicar um decreto esta semana com sinalizações de que este não é o momento de passear pela cidade. O comunicado da Prefeitura, no entanto, não deixou claro se os visitantes serão proibidos de entrar.

Outra região bastante procurada é a Serrana, e tanto Petrópolis quanto Teresópolis e Nova Friburgo terão pontos de controle nas vias de acesso.

Mas, enquanto Teresópolis decidiu vetar a entrada de turistas, permitindo a passagem apenas de quem mora ou trabalha no município, Petrópolis vai autorizar compradores do Polo de Moda cadastrados previamente, além de pessoas de outras cidades com reserva em hoteis ou pousadas.

A cidade pretende, ainda, diminuir o contágio com outras medidas, como a proibição de permanência em áreas públicas entre 22h e 5h, e restrição de funcionamento de bares e restaurantes a 50% da capacidade.

Já o município de Nova Friburgo ainda está debatendo as medidas restritivas em seu comitê operacional de emergência em saúde, que vai definir quem poderá passar pelas barreiras sanitárias.

Edição: Sumaia Villela/ Vitória Elizabeth

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Cultura

Perto dos 90 anos, Zuenir Ventura estreia série Depoimentos Cariocas

Vídeos sobre a memória da cidade do Rio de Janeiro, por meio do olhar de quem já contou tantas histórias sobre ela, são o tema da série “Depoimentos Cariocas”.

Baixar arquivo
Saúde

SP: motoristas e cobradores de ônibus começam a ser vacinados

Motoristas e cobradores de ônibus municipais e intermunicipais do estado de São Paulo começaram a ser vacinados nesta terça-feira. Vão receber a vacina as pessoas com mais de 47 anos, e a previsão é imunizar 165 mil trabalhadores.

Baixar arquivo
Saúde

Câmara discute autorização do cultivo da maconha para uso medicinal

Agressão e bate-boca marcaram a discussão na Câmara dos Deputados sobre o projeto de lei que autoriza o cultivo da maconha para fins medicinais e a votação da medida foi adiada.

Baixar arquivo
Segurança

Golpe! Falsários enviam carta informando sobre supostas indenizações

Mais um golpe na praça. Tem gente se passando por representante do Ministério da Economia e enviando uma carta para contribuintes informando sobre supostas indenizações ou resgate de contribuições previdenciárias.

Baixar arquivo
Internacional

Consulado do Japão oferece 6 tipos de bolsas de estudo a brasileiros

As oportunidades são para cursos de graduação com duração de 5 anos; escola técnica com previsão de formação em 4 anos e cursos profissionalizantes com duração de 3 anos.

Baixar arquivo
Saúde

Prefeitura do Rio vacina pessoas a partir de 41 anos com comorbidades

A partir desta semana, a Prefeitura do Rio de Janeiro passa a vacinar duas faixas etárias por dia contra a covid-19. A imunização será para quem tem 42 e 41anos e tem comorbidades. Profissionais de saúde também devem procurar os postos de vacinação de acordo com a idade.

Baixar arquivo