Estados aumentam medidas restritivas para controlar a covid-19

Entre eles estão Rondônia, Ceará, Sergipe, e o Paraná

Publicado em 04/03/2021 - 15:44 Por Leandro Martins - Brasília

As medidas restritivas se espalham por todos os estados. Em Rondônia, onde mais de 100 pessoas aguardam por leitos de UTI e não param de surgir novos casos de covid, o governo do estado editou um decreto que restringe o funcionamento de atividades nos finais de semanas, no período das 21 horas desta sexta-feira (05) até as 6h de segunda-feira (08), inclusive com restrição de circulação de pessoas. A exceção é para idas a supermercados, açougues e padarias.

O transporte urbano só poderá acontecer das 6h até as 21h, com até 50 por cento dos passageiros.

No Ceará, também a partir desta sexta-feira (05), até o próximo dia 18, abrem apenas dos serviços essenciais na capital Fortaleza e outros municípios. Nas redes sociais, o governador Camilo Santana comentou sobre a necessidade das medidas.

Em Sergipe, a partir desta sexta-feira (05) fica proibida a venda de bebidas alcoólicas e o funcionamento de serviços não essenciais, das 22h até as 5h.

Bares, restaurantes e shopping centers não abrem nos próximos 2 finais de semana, e qualquer evento segue proibido.

Segundo o governador do estado, Belivaldo Chagas, por enquanto está descartado o toque de recolher.

E já estão em vigor novas restrições no Paraná.

Um decreto que começou a valer nessa quarta-feira (03), permite que só caminhoneiros e motoristas profissionais em viagem pelas estradas paranaenses podem consumir alimentos em restaurantes localizados em beira de estradas e rodovias. 

Os restaurantes e lojas de conveniência fora de estradas seguem com restrição para atendimento ao público, podendo funcionar apenas pelo sistema de entregas ou retirada no balcão.

Também no Paraná, até a próxima segunda-feira (08), fica proibida a circulação das pessoas, das 20h até as 5h da madrugada. O decreto também determina a suspensão das aulas presenciais em escolas estaduais públicas e privadas, cursos técnicos e em universidades públicas e privadas.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Economia

Auxílio emergencial: beneficiários podem movimentar dinheiro com Pix

A partir de 30 de abril, quem recebe o auxílio emergencial poderá movimentar o dinheiro do benefício usando o

Baixar arquivo
Saúde

Covid: Novo carregamento com o IFA da vacina Oxford deve chegar sábado

Um novo carregamento de ingrediente farmacêutico ativo para a produção de vacinas da Oxford/Astrazeneca deve chegar da China neste sábado, dia 24. A quantidade será suficiente para que o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, Bio-Manguinhos da Fiocruz produza nove milhões de doses da vacina contra a covid-19, que devem ser incorporadas ao Programa Nacional de Imunizações, a partir de meados de maio 

Baixar arquivo
Geral

Tempestade subtropical é responsável por chuva e mar agitado no Rio

A tempestade subtropical batizada de Potira é a responsável pela chuva intermitente registrada nos últimos dias no Rio de Janeiro. Potira, nome que em tupi-guarani significa “flor”, também tem deixado o mar bastante agitado e, de acordo com a Marinha, há risco de ressaca.

Baixar arquivo
Saúde

Fiocruz apresenta animação 3D sobre efeitos da vacina contra covid-19

O que acontece no corpo humano após a aplicação da vacina contra a covid‑19? Foi pensando em esclarecer essa questão, que a Fundação Oswaldo Cruz lançou uma animação 3D.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Bolsonaro reforça compromisso em reduzir desmatamento ilegal até 2030

Em discurso na Cúpula de Líderes sobre o Clima, presidente ainda destacou a importância do desenvolvimento sustentável para a Amazônia e colocou o Brasil à disposição para somar forças no combate às mudanças climáticas. 

Baixar arquivo
Geral

Começa em maio a vacinação contra febre aftosa em bovinos e búfalos

A partir de 1° de maio, bovinos e búfalos de todas as idades deverão ser vacinados contra a febre aftosa em 21 estados. A expectativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento é imunizar 170 milhões de animais.
 

Baixar arquivo