Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começa nesta segunda

Vacinação contra o vírus Influenza vai até o dia 9 de julho

Publicado em 11/04/2021 - 17:22 Por Eliane Gonçalves - Repórter da Rádio Nacional - São Paulo

Começa nesta segunda-feira (12) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe.

A meta é vacinar pelo menos 90% dos grupos prioritários. São quase 80 milhões de pessoas em todo país.

Devem tomar a vacina crianças com mais de 6 meses e menos de 6 anos de idade, gestantes, puérperas, população indígena, trabalhadores da saúde, pessoas com mais de 60 anos, professores, profissionais das forças de segurança, forças armadas, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário, trabalhadores portuários, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade, incluindo adolescentes e jovens que cumprem medidas socioeducativas.

As vacinas contra o vírus da gripe, o Influenza, estão sendo produzidas pelo Instituto Butantan.

O Instituto recomenda que as pessoas que fazem parte do grupo prioritário para a vacinação contra a gripe e que ainda não foram vacinadas contra o coronavírus devem dar prioridade à dose contra a covid-19 e agendar a vacina contra a Influenza.

Além disso, deve ser respeitado um intervalo mínimo de 14 dias entre as duas vacinas. Quem tomar primeiro a da Influenza tem que esperar 15 dias para tomar a da covid-19. Se tomou a da covid-19, precisa esperar 15 dias para a da gripe.

Além de prevenir casos graves de gripe, a imunização também ajuda a reduzir os sintomas que podem ser confundidos com os da covid.

A vacinação contra o vírus Influenza vai até o dia 9 de julho.

Edição: Nádia Faggiani/ Renata Batista

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Cultura

Atriz Eva Vilma morreu neste sábado aos 87 anos

Morreu na noite deste sábado, aos 87 anos, a atriz Eva Wilma. Ela estava tratando problemas cardíacos e renais. E neste mês a atriz também foi diagnosticada com um câncer de ovário, e de acordo com o Hospital Albert Einstein, a doença acabou levando a uma insuficiência respiratória.

Baixar arquivo
Geral

Bruno Covas, prefeito de São Paulo, morre aos 41 anos

Bruno Covas descobriu o câncer em outubro de 2019. O quadro exigiu várias sessões de quimioterapia em um tratamento que seguiu até o começo de 2020. Em abril deste ano, exames constataram que a doença havia se espalhado para o fígado e os ossos.

Baixar arquivo
Geral

Governo restringe entrada de estrangeiros vindos da Índia

Após recomendação da Anvisa, o governo federal proibiu temporariamente a entrada no país de passageiros estrangeiros de voos com origem ou passagem pela Índia, pelo Reino Unido, pela Irlanda do Norte e pela África do Sul.

Baixar arquivo
Geral

Quadro de saúde de Bruno Covas é irreversível, segundo boletim médico

Covas soube que estava com câncer entre o esôfago e o estômago em 2019. Internado desde 02 de maio no hospital Sírio-Libanês, ele está sedado e acompanhado de familiares.

Baixar arquivo
Saúde

Município de Botucatu realiza vacinação em massa

A iniciativa consiste em estudo da vacina produzida pelo laboratório Astrazeneca; e é resultado de parceria entre a Prefeitura, Governo Federal, Unesp, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu e Fundação Gates.

Baixar arquivo
Saúde

Rio de Janeiro tem melhora no risco da pandemia

A região norte saiu da bandeira laranja e passou para a amarela, risco baixo; e a região litorânea foi da laranja para a vermelha. Com as mudanças o estado fica na bandeira laranja, que indica risco moderado.

Baixar arquivo