Pesquisa em MG quer criar colírio contra glaucoma à base de cannabis

Doença é a segunda causa de cegueira no mundo, segundo OMS

Publicado em 14/05/2022 - 07:56 Por Leandro Siqueira - repórter da Rádio Inconfidência, para a Rádio Nacional - Belo Horizonte

A Fundação Ezequiel Dias (Funed) vai desenvolver um novo tipo de colírio à base de Cannabis para o tratamento do glaucoma, por meio de uma parceria com o laboratório Ease Labs, especializado no uso da substância em medicina.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o glaucoma é a segunda maior causa de cegueira no mundo, atrás apenas da catarata. No Brasil, a estimativa é de que cerca de 2 milhões de pessoas tenham a doença.

O glaucoma é uma inflamação nos nervos óticos que provoca o aumento da pressão nos olhos, dor intensa e vermelhidão. O tratamento geralmente é feito com colírios que controlam a pressão e reduzem a dor. Em alguns casos mais graves, é indicada uma cirurgia.

Segundo a pesquisadora e coordenadora do grupo de estudos, Sílva Fialho, o objetivo é criar um medicamento mais eficiente, que reduz os efeitos colaterais dos tratamentos existentes.

“Os tratamentos convencionais exigem administração frequente de colírios, então o paciente normalmente tem que pingar colírio várias vezes ao dia. Muitos deles não são eficazes no controle da pressão intraocular. A proposta com esse medicamento não é apenas melhorar a eficácia do tratamento, melhorar o controle da pressão intraocular, mas também desenvolver uma formulação que seja capaz de manter esse controle da pressão por um período maior, fazendo com que o paciente faça administrações menos frequentes”.

Pelo acordo assinado, o laboratório Ease Labs vai fornecer insumos ativos para a pesquisa, o conhecimento técnico relacionado à Cannabis e os métodos para o desenvolvimento do colírio. Ainda segundo Sílvia Fialho, caberá à Funed viabilizar o uso clínico do medicamento, por meio de testes e avaliações.

“A Funed vai ser responsável pelo preparo das formulações, que seria desenvolver o medicamento desde a fase inicial, incorporar a substância ativa (os derivados da Cannabis) em uma formulação. Esse produto final vai ser caracterizado com relação aos seus parâmetros físico-químicos para ver se tem características adequadas para uso nos estudos subsequentes. Então esse medicamento será testado em modelos pré-clínicos in vitro e in vivo. Primeiro a gente avalia a segurança, se não causa nenhum tipo de toxicidade, e em seguida a gente avalia a eficácia deste medicamento em modelos animais de glaucoma”.

De acordo com a Funed, há cerca de 15 anos o grupo de pesquisadores à frente do projeto vem atuando no desenvolvimento de produtos para o uso em oftalmologia.

Edição: Rádio Nacional/ Sumaia Villela

Últimas notícias
Geral

Médicos peritos do INSS retomam atendimento nesta 2ª feira

A categoria se comprometeu a repor os 52 dias parados e a trabalhar para reduzir o estoque de perícias não realizadas durante a paralisação. 

Baixar arquivo
Geral

Confira a previsão do tempo no Brasil nesta segunda-feira (23)

Curitiba, no Paraná, apresenta sol entre muitas nuvens e temperatura entre 10 e 20º C.

Baixar arquivo
Geral

Sul: confira a previsão do tempo nesta segunda-feira (23)

Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, inicia a semana com sol, poucas nuvens e temperatura marcando entre 12 e 21º C.

Baixar arquivo
Geral

Sudeste: confira a previsão do tempo nesta segunda-feira (23)

Rio de Janeiro tem sol entre nuvens, temperatura mínima de 14 e máxima de 28º C.

Baixar arquivo
Geral

Nordeste: confira a previsão do tempo nesta segunda-feira (23)

Salvador, na Bahia, tem muitas nuvens, com possibilidade de chuva isolada. Temperatura oscilando entre 21 e 29º C.

Baixar arquivo
Geral

Norte: confira a previsão do tempo nesta segunda-feira (23)

Palmas, em Tocantins, fica com sol, poucas nuvens, e temperatura entre 23 e 33º C.

Baixar arquivo