Exercício físico pode prevenir Alzheimer e reverter perda de memória

Especialistas citam pesquisas que demonstram benefícios da vida ativa

Publicado em 05/06/2022 - 08:05 Por Ana Mary Cavalcante - repórter da Rádio Universitária FM, para a Rádio Nacional - Fortaleza

O Alzheimer afeta aos poucos as funções cognitivas. A doença atinge a capacidade mental, comprometendo, por exemplo, a memória, a fala e a realização de atividades cotidianas.

Essa doença é mais comum em idosos, mas a ciência tem demonstrado a importância de um estilo de vida saudável para a prevenção do mal. Pesquisas indicam que a atividade física é capaz de proteger contra fatores de risco, como relaciona a terapeuta ocupacional e doutora em ciências da reabilitação Isa Fortini.

“Estudos recentes mostraram que o processo inflamatório, a resistência à insulina, a dislipidemia, são distúrbios metabólicos que aumentam o risco de desenvolvimento de Alzheimer. Todos esses distúrbios metabólicos estão intimamente ligados ao estilo de vida, principalmente no que se refere a hábitos alimentares inadequados e à inatividade física. O que os estudos recentes de revisão sistemática da literatura indicam é que as pessoas que fazem atividades físicas estão, sim, mais protegidas do que aquelas pessoas sedentárias”.

Exercícios físicos se unem ao tratamento médico para melhorar a qualidade de vida de pacientes com Alzheimer.

“O que reflete no aumento da capacidade funcional, que é a habilidade da pessoa de realizar atividades de autocuidado, como vestir-se, banhar-se, alimentar-se, como na capacidade cognitiva. É importante salientar que o estilo de vida ativo é bom para todo mundo, e nunca é tarde demais para gente começar uma nova rotina com hábitos mais saudáveis”.

O educador físico Randy Duarte destaca a ação anti-inflamatória do exercício físico.

“Algumas evidências recentes sugerem que o exercício físico atua na neurogênese e exerce um efeito anti-inflamatório. Ou seja, melhora as características fisiopatológicas da doença de Alzheimer. Saiu uma pesquisa recente da Universidade de Federal do Rio de Janeiro que mostrou que o hormônio liberado durante o exercício físico pode ser a chave para reversão das falhas na memória causada pelo Alzheimer. Esse hormônio é a irisina, que, quando reposta, inclusive através do exercício físico, foi capaz de reverter a perda de memória em camundongos”.

Ele indica exercícios que estimulam a memória, além de alongamento, fortalecimento muscular, respiratório e exercícios aeróbicos, como caminhada. Mas é importante respeitar os limites do corpo e ter a orientação de profissionais especializados. O idoso também precisa sentir prazer em fazer atividade física para adquirir o hábito.

Edição: Rádio Nacional/ Sumaia Villela

Últimas notícias
Segurança

Morre turista norte-americano baleado no Rio de Janeiro

Joseph Thomas estava hospedado na zona norte carioca quando foi baleado no último dia 09, quando acontecia um tiroteio entre milicianos e traficantes no Morro do Fubá, que fica naquela região.

Baixar arquivo
Geral

Polícia Civil investiga suspeitos de corrupção em Petrópolis

A Operação Clean cumpre 13 mandados de busca e apreensão em endereços ligados a funcionários da CPTRANS e de empresários. 

Baixar arquivo
Justiça

Operação Espelho Branco prende quadrilha de tráfico de drogas no Ceará

Ao todo, 60 policiais federais cumpriram nove mandados de busca e apreensão e outros seis mandados de prisão temporária. Os suspeitos tiveram bloqueio de contas e sequestro de imóveis de luxo em valores superiores a R$ 5 milhões.

Baixar arquivo
Geral

Chuva de meteoros poderá ser vista no Norte do país nesta sexta (12)

Quem quiser tentar observar o fenômeno esta noite, deve procurar um local escuro e, se possível, afastado das grandes cidades.

Baixar arquivo
Economia

Começa na segunda prazo para declarar imposto sobre propriedade rural

A declaração deve ser feita por qualquer pessoa física ou jurídica que seja titular do domínio útil.

Baixar arquivo
Geral

Morre frentista internado após explosão de carro com gás natural no RJ

Outras quatro pessoas ficaram feridas na explosão de um carro enquanto era abastecido com GNV, o gás natural veicular, em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos (RJ).

Baixar arquivo