Nova linhagem de covid-19 é descoberta em Pernambuco

Com medidas preventivas em dia, não há motivos para pânico

Publicado em 10/01/2024 - 16:37 Por Tatiana Alves - repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

Uma nova linhagem de covid-19 foi descoberta pela Fiocruz de Pernambuco. É a JN.1 - uma subvariante da Ômicron que chegou ao estado.

Também conhecida como Pirola, a subvariante foi identificada por meio do sequenciamento genômico, com amostras de pacientes enviadas pelo Laboratório Central de Pernambuco, provenientes das cidades Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Ouricuri, Paulista, Recife e Salgueiro.

Além de ser mais transmissível, a nova variante está associada ao aumento do número de casos que está sendo observado não só em Pernambuco, mas também no Ceará, segundo informou o pesquisador da Fiocruz Pernambuco, Gabriel Wallau.

“Essa linhagem tem uma certa vantagem de transmissão. Isso quer dizer que ela é um pouco mais transmissível que as linhagens anteriores da Ômicron. Exatamente por isso que nós estamos detectando agora, na rede genômica Fiocruz, um aumento expressivo dessa linhagem e a substituição. As linhagens anteriores estão sumindo e essa está prevalecendo”, explica.

Ao todo, 46 amostras foram processadas para o sequenciamento. Dessas, foram obtidos 30 genomas com a linhagem e sublinhagens da Ômicron.

Gabriel Wallau explica que, por ser mutante, o vírus da covid-19 pode driblar a proteção que as vacinas promovem.

“A população se vacina, ou ela se infecta com a variante de SARS-CoV-2, desenvolve um complexo de anticorpos que neutraliza o vírus e o vírus, através de uma ou duas mutações, consegue escapar, parcialmente, dessa resposta imunológica. Então, por isso que ela consegue se espalhar mais rapidamente, se transmitir mais rapidamente na população e, assim, substituir as linhagens anteriores”.

Embora seja praticamente impossível evitar a circulação e a transmissão dessa nova linhagem do vírus da covid, o pesquisador da Fiocruz avalia que a maioria dos casos deve ser leve, desde que o calendário vacinal esteja em dia.

“Se a população estiver com a vacinação atualizada, realmente isso reduz muito as doenças graves relacionadas à covid-19. De uma forma geral, comparada com a Ômicron, as recomendações seguem as mesmas. Devemos manter nosso cartão de vacinação atualizado com as últimas vacinas, pra que a gente tenha um impacto bem reduzido dessa nova variante na população”.

O cientista afirma que não há motivos para pânico, desde que as medidas preventivas estejam em dia.

No caso de algum sintoma, a primeira providência é procurar uma unidade especializada para monitoramento.

Os dados sobre as linhagens em circulação do vírus da covid no Brasil são atualizados semanalmente e podem ser conferidos no site: genomahcov.fiocruz.br

 

Edição: Leila Santos / Fran de Paula

Últimas notícias
Geral

Mulher que levou morto a banco permanecerá em prisão preventiva

Juíza considerou a gravidade da conduta, o que justificaria a prisão preventiva. A mulher alega que o tio estava vivo quando chegou ao banco, o que é desmentido pelo SAMU.  

Baixar arquivo
Internacional

G20: Haddad cobra recursos dos países para desenvolvimento sustentável

O ministro da fazenda lembrou que os países assumiram compromissos da Agenda 2030 da ONU. Entre eles, o combate à fome e a limitação do aumento da temperatura do planeta.

Baixar arquivo
Cultura

Dia Nacional do Livro Infantil: páginas de diversidade e liberdade

Os escritores Yaguarê Yamã e Priscila Obací contam como viraram escritores de livros infantis e sobre a responsabilidade de dar visibilidade às culturas indígena e negra na infância. 

Baixar arquivo
Direitos Humanos

OAB alerta para o aumento de violência patrimonial contra idosos

Segundo o Estatuto da Pessoa Idosa, o ato de receber ou desviar bens, dinheiro ou benefícios de pessoas com 60 anos ou mais pode ser punido com multa e pena de reclusão de um a quatro anos. 

Baixar arquivo
Geral

MPF quer embargo da obra que instala tirolesa no Pão de Açúcar

O projeto, autorizado pelo Iphan, prevê a instalação de uma tirolesa que liga o Pão de Açúcar e à Urca, cartão postal do Rio de Janeiro. 

Baixar arquivo
Educação

Rede pública de SP planeja uso de IA; professores vão debater medida

A medida foi anunciada pela Secretaria de Educação do estado. Os conteúdos elaborados pela inteligência artificial vão ter que passar pelo aval dos professores, antes da utilização pelos estudantes. 

Baixar arquivo