PF cumpre 11 mandados de busca e apreensão em nova etapa da Lava Jato

Alvo é organização criminosa suspeita de fraudar licitações

Publicado em 12/01/2021 - 11:28 Por Raquel Junia - Rio de Janeiro

Em mais uma etapa da Lava Jato, uma operação da Polícia Federal em cooperação com o MPF e a Receita Federal cumpre nesta terça-feira (12) 11 mandados de busca e apreensão. Os alvos são integrantes de uma organização criminosa suspeita de fraudar licitações da Petrobrás e subsidiárias. Expedidos pela 13ª Vara Federal em Curitiba, os mandados estão sendo cumpridos em endereços da capital federal, além de São Luís do Maranhão, Angra dos Reis – na costa verde fluminense, Rio de Janeiro e São Paulo.

Segundo a Polícia Federal, durante as investigações da Operação Lava Jato, foi identificado que a organização fraudava licitações mediante o pagamento de propina a altos executivos da Petrobras e da Transpetro em valores que ultrapassaram R$ 12 milhões.

As empresas são consideradas vítimas da organização criminosa, que teria atuado entre 2008 e 2014. Um diretor da Transpetro é apontado por envolvimento no esquema, que consistia também em várias operações de lavagem de capitais para ocultar a origem ilícita dos valores movimentado. O principal meio para ocultar as propinas era a aquisição de obras de arte, além de transações imobiliárias.

As operações consistiam na compra de peças valiosas com a realização de pagamento de quantias ‘por fora’. Tanto o comprador, quanto o vendedor emitiam notas fiscais e recibos, mas declaravam à Receita Federal valores bem menores do que os praticados em leilões de Galerias de Arte, com diferenças que variaram de 167 a 529%.

Ainda de acordo com a  Polícia Federal, em operação anterior, na residência de um dos investigados, foram encontradas obras de arte que apresentavam variações significativas entre o preço de aquisição declarado e o valor de mercado, em patamares de até 1.300% de diferença.

Os alvos dos mandados de busca de apreensão estão sendo investigados pelos crimes de corrupção, fraudes licitatórias, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Últimas notícias
Geral

Senacom suspende venda de marca de carregador portátil sem homologação

A Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor (Senacom) suspendeu, nesta segunda-feira, a venda do carregador portátil Powerbank XChange, da marca TecToy.

Baixar arquivo
Geral

Ouvidorias organizam maratona para defesa dos direitos dos usuários

Junho é o mês da segunda edição da Maratona de Defesa dos Direitos dos Usuários de Serviços Públicos, promovida pela Rede Nacional de Ouvidorias.

Baixar arquivo
Internacional

Fórum Econômico Mundial: Zelensky defende mais sanções contra a Rússia

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse nesta segunda-feira que a invasão russa no país é um precedente histórico

Baixar arquivo
Esportes

Libertadores: Flamengo e Palmeiras disputam a melhor campanha

O Maracanã recebe Flamengo x Sporting Cristal (Peru), nesta terça-feira, às 21h30. O Palmeiras também joga nesta terça contra o Deportivo Táchira (Venezuela) dentro do Allianz Parque.

Baixar arquivo
Saúde

Covid: menores de 5 anos têm boa resposta após três doses de Pfizer

Três doses de uma formulação de três microgramas da vacina geraram resposta em crianças com seis meses de idade até as menores de cinco anos, igual à resposta gerada em pessoas entre 16 e 25 anos, que receberam duas doses de 30 microgramas da vacina

Baixar arquivo
Saúde

Marcelo Queiroga destaca a importância do SUS no combate à covid-19

Cerca de um mês após anunciar o fim da emergência em saúde pública no Brasil, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participou da Assembleia Mundial da Saúde, em Genebra, na Suíça.

Baixar arquivo