Polícia Civil do Pará investiga a morte da juíza Mônica Maria Andrade

Publicado em 17/05/2022 - 23:51 Por Beatriz Arcoverde* - Editora da Radioagência Nacional - Brasília

A Polícia Civil do Pará investiga a morte da juíza Mônica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira, encontrada sem vida dentro de um carro no estacionamento de um prédio em Belém, na manhã desta terça-feira.

 O corpo tinha marca de tiro e foi encontrado pelo marido da vítima, o também juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior. 

Foi o próprio juiz que levou o corpo da mulher até a Divisão de Homicídios, região central da capital, e registrou a ocorrência. 

No relato aos policiais, o magistrado informou ter tido uma discussão conjugal com a esposa, na noite anterior, por volta das 22h30. Em seguida, Mônica teria saído do apartamento informando que iria viajar. Já pela manhã, às 6h40, ao acordar, João Augusto não teria encontrado a chave do carro e buscou a chave reserva do veículo para poder ir trabalhar. Ao chegar no estacionamento do prédio, constatou que a porta estava aberta a esposa, morta, num suposto suicídio. 

Mônica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira tinha 47 anos, e era natural de Barra de Santana, na Paraíba. Ela era juíza da titular da Vara Única de Martins, no interior do Rio Grande do Norte. Era casada com João Augusto, juiz em Belém, há cerca de dois anos, e frequentava a capital paraense com frequência. 

O Tribunal de Justiça do Pará  ainda não se manifestou sobre o caso.

*Com informações da Agência Brasil

Edição: Agência Brasil

Últimas notícias
Política

Semana na Câmara terá discussão da PEC que aumenta Auxílio Brasil

Expectativa é que os deputados analisem a PEC que prevê o aumento do Auxílio Brasil, cria o voucher caminhoneiro,um auxílio a taxistas e amplia valor do auxílio gás.

Baixar arquivo
Saúde

DF tem primeiro caso confirmado da varíola dos macacos

Paciente, que não teve a identidade revelada, é um homem na faixa etária de 30 a 39 anos, com histórico de viagem para a Europa.

Baixar arquivo
Geral

Alagoas: já são 50 cidades em situação de emergência devido às chuvas

De acordo com o último balanço divulgado pela Defesa Civil, há 40 mil pessoas desalojadas e desabrigadas, que estão sendo levadas para escolas, ginásios e prédios públicos. 

Baixar arquivo
Cultura

Cem anos do rádio no Brasil: os programas femininos

Com a popularização do rádio nos anos 30, as emissoras precisavam apresentar uma programação mais elaborada e atraente. Surgiram, então, os programas segmentados e, entre eles, os que eram dedicados ao público mais ativo e fiel do rádio, o feminino.

Baixar arquivo
Geral

Cantareira vai a 40% do nível de água e entra em estado de alerta

Sabesp informou que ainda não há risco de desabastecimento. Sistema é composto por seis mananciais que, juntos, estão operando com 54% da capacidade.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas: 40 mil pessoas estão desalojadas ou desabrigadas em Alagoas

As fortes chuvas que caíram em Alagoas a partir da madrugada deste sábado (02) deixaram 40 mil pessoas entre desalojadas e desabrigadas.

Baixar arquivo