Cientistas de Cambridge criam mapa genético de proteínas humanas

Publicado em 06/06/2018 - 17:44 Por Agência EFE - Londres

Cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, criaram o primeiro mapa genético das proteínas humanas, o que permitirá aumentar o conhecimento de uma categoria muito variada de doenças e também ajudará no desenvolvimento de novos remédios. O estudo foi publicado hoje (6) na revista britânica "Nature"

O estudo se concentrou em caracterizar as bases genéticas dos proteomas - conjunto de proteínas expressas em um tecido, célula ou sistema biológico em resposta a condições ambientais ou temporais específicas - do plasma sanguíneo, através da identificação de aproximadamente 2 mil associações genéticas com quase 1.500 proteínas.

Antes dessa pesquisa, quase não existia informação sobre isso, porque os cientistas somente podiam analisar poucas proteínas do sangue de forma simultânea.

Os pesquisadores utilizaram uma nova tecnologia, denominada somascan, para medir 3.600 proteínas no sangue de 3.300 pessoas.

Com esse sistema, os especialistas analisaram o DNA desses indivíduos para ver quais regiões de seu genoma estavam associadas com os níveis de proteínas e conseguiram multiplicar por quatro o conhecimento que existia sobre o tema.

"Em comparação com os genes, as proteínas não têm sido tão estudadas no sangue humano, apesar de agirem como efetores - células, tecidos ou órgãos que exercem uma ação ou uma atividade como resposta a um estímulo - da biologia humana, de serem alteradas em muitas doenças e, além disso, de serem o alvo de muitas drogas", explicou Adam Butterworth, médico do departamento de saúde pública da Universidade de Cambridge.

"As novas tecnologias permitem agora que nós comecemos a reduzir a falta de conhecimento sobre o tema", acrescentou o especialista.

Um dos usos do mapa genético é identificar caminhos biológicos que causam diversas patologias, como aquelas que levam à doença de Crohn e ao eczema.

"Graças à revolução da genômica na última década, melhoramos na busca de associações entre o genoma e a doença, mas o problema esteve na identificação dos genes e das vias que provocam as doenças", disse James Peters, um dos líderes da pesquisa.

"Agora, com a combinação de nossa base de dados e o que sabemos sobre a associação de variantes genéticas e das doenças, somos capazes de dar mais respostas sobre a biologia das doenças", acrescentou Peters.

O diretor associado da Fundação Britânica do Coração (BHF, na sigla em inglês), Metin Avrikan, afirmou que as variações na estrutura, função e quantidade de proteínas codificadas por nossos genes são as que "determinam nossa resistência às doenças e as respostas aos remédios".

"O estudo fornece uma nova visão sobre como as proteínas no sangue estão controladas pelo nosso sistema genético e abre oportunidades para desenvolver novos tratamentos para o coração e as doenças do sistema circulatório", especificou Avrikan.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Live Jair Bolsonaro 13.08.2020
Política

Bolsonaro: não existe tentativa de furar o teto de gastos

Bolsonaro defendeu a realização de investimentos públicos em áreas sociais e obras de infraestrutura, mas disse que não existe tentativa de "golpe" para "furar o teto".

A partir de hoje (17) estão liberadas as práticas de esportes coletivos como vôlei, futevôlei, beach tennis e futebol nas praias do Rio de Janeiro.
Geral

Senado aprova auxílio de R$ 600 para trabalhadores do esporte

O Senado aprovou hoje um projeto de lei que regulariza o recebimento do auxílio emergencial por funcionários e atletas do setor de esportes.

Edifício sede do Superior Tribunal de Justiça STJ
Justiça

Ministro do STJ revoga prisão domiciliar de Queiroz e esposa

 Fabrício Queiroz é investigado em um suposto esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. 

Vista geral da favela Morro Azul, na zona sul do Rio de Janeiro.
Geral

Rio: 1,4 mil mortes por covid-19 foram em favelas, mostra painel

Número se referem às favelas da capital. O estado do Rio de Janeiro registrou 14.080 óbitos desde a chegada do novo coronavírus no Brasil, dos quais 8.612  na capital.

O TSE aumentou o esquema de segurança para acessar o prédio do tribunal neste domingo
Justiça

TSE adia decisão a respeito de tese sobre abuso de poder religioso

Até o momento, os ministros Alexandre de Moraes e Tarcísio de Carvalho Neto votaram contra a medida. Somente o relator, Edson Fachin, defendeu a tese para punição. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

TJRJ determina que escolas se preparem para retorno, mesmo em greve

Decisão diz que 70% dos funcionários do administrativo devem retornar ao trabalho presencial, mesmo durante a greve, para prepararem a volta às aulas.