Estoques de bancos de leite de Campinas e de SP estão abaixo do ideal

Unidades pedem doações de leite humano; doações diminuíram em janeiro

Publicado em 14/01/2020 - 17:46 Por Ludmilla Souza – Repórter da Agência Brasil - São Paulo 

Os bancos de leite humano do Hospital Maternidade de Campinas e da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)/Hospital São Paulo (HSP) pedem ajuda para repor os estoques, que estão abaixo do ideal e cuja reposição foram prejudicadas, principalmente, pelo período de férias escolares. As duas maternidades estão entre as principais em suas respectivas regiões: de Campinas e da capital paulista.

Atualmente o estoque do Hospital Maternidade de Campinas é de cerca de 90 litros, volume que representa 45% do ideal para suprir com tranquilidade o atendimento aos 62 leitos dos recém-nascidos internados na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e na Unidade de Cuidados Intensivos – Neonatal (UCI). Cada litro de leite materno doado pode alimentar até dez recém-nascidos por dia.

Em 2019, a média do estoque do Banco de Leite foi de 119 litros mensais. Em dezembro, houve uma queda de 15 litros em relação ao mês anterior. De acordo com a nutricionista do banco de leite do hospital, Maitê Galhardo Zuccholini, o principal motivo para essa redução são as férias escolares e as festas de fim de ano. “No final do ano muita gente viaja e fica um tempo sem doar, ou os filhos estão em férias em casa e o aumento das atividades dificulta que as mães façam a doação”.

Coleta na região

A coleta de leite materno não se limita às mães que realizam partos na Maternidade de Campinas. Para abastecer o Banco de Leite Humano são retiradas as doações nas residências das mães que moram também em outros municípios.

Para ser doadora é necessário que a mulher seja saudável, que esteja amamentando o próprio filho e que tenha uma produção excedente de leite após a mamada. O contato pode ser feito diretamente com o Banco de Leite pelo telefone (19) 3306-6039 para o preenchimento do cadastro.

Para ser doadora, são solicitados exames de sangue, comumente os realizados no pré-natal. O Ministério da Saúde preconiza que é necessário realizar as sorologias de sífilis, hepatites B e C, doença de Chagas, HTLV (Vírus Linfotrópico da Célula Humana) e HIV. As crianças internadas na UTI Neonatal têm um peso extremamente baixo e precisam de cuidados especiais, por isso é preciso garantir a qualidade do leite e que ele não tenha nenhuma contaminação. Caso a doadora não tenha os exames, pode agendá-los na própria Maternidade de Campinas. 

Todo material para a coleta e estocagem, que podem ser feitas pela doadora em sua própria residência, é fornecido pelo banco de leite. “Quando a mulher vem fazer o cadastro já entregamos todo o material de coleta, depois só recolhemos semanalmente na casa dela”, explica a nutricionista.

A coleta na residência é feita pelo motorista da maternidade, acompanhado por uma técnica de enfermagem do banco de leite, de segunda a sexta-feira. O leite doado é transportado em caixas isotérmicas com gelo (geloc) e com controle de temperatura feito por termômetro digital.

São Paulo - Adriana Rosa Carneiro, nutricionista do Banco de Leite Humano da Unifesp/HSP, mostra o estoque atual de leite humano pasteurizado e congelado pela instituição para abastecer os hospitais.
A nutricionista do Banco de Leite Humano da Unifesp/HSP, Adriana Rosa Carneiro, mostra o estoque atual de leite humano pasteurizado e congelado pela instituição - Rovena Rosa/Agência Brasil

Banco de Leite da Unifesp

Embora tenha apoio das doadoras atuais e da equipe do Hospital São Paulo (HSP), o Banco de Leite Humano da Unifesp/HSP também está com o estoque muito baixo e não consegue suprir o volume necessário a todos os bebês internados na UTI Neonatal. Segundo a nutricionista do banco, Adriana Rosa Carneiro, o ideal é uma captação de 45 litros mensais. 

“No momento, o estoque do Banco de Leite da Unifesp, que atende aos prematuros da UTI Neonatal do Hospital São Paulo, está em defasagem. Temos cerca de 15 litros em estoque. A cada semana, encaminhamos a UTI Neo cerca de 8 litros. Ou seja, estamos com nosso estoque no limite. Para comparar, em dezembro de 2019 tínhamos cerca de 40 litros”, lamentou Adriana.

O Posto de Coleta (PC) do Banco de Leite, localizado no 8º andar do HSP, ao lado da UTI Neonatal, é aberto às pacientes internadas em todos os setores do hospital e às funcionárias que desejam ser doadora. O funcionamento do PC é das 8h às 11h30 e das 13h às 15h, de segunda a sexta-feira. 

Já o Banco de Leite Humano - Centro Ana Abrão, localizado na Rua Dr. Diogo de Faria, nº 395, funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h, sendo responsável pelas coletas domiciliares de doadoras externas ao HSP. “Realizamos a coleta toda segunda e terça-feira. A cada dia conseguimos ir à residência de 12 doadoras. Todavia, agora em janeiro, nessa última segunda-feira, conseguimos recolher de apenas três domicílios”, disse a nutricionista.

Adriana destaca a importância do leite materno, principalmente para os prematuros. “O leite cru da mãe, cujo filho está internado na UTI, é considerado padrão ouro pelo Ministério da Saúde. Quando a mãe não consegue realizar a extração, por diversos motivos, o Banco de Leite Humano precisa da doação. O leite materno protege o sistema imunológico do prematuro, protegendo-o contra infecções, condição imprescindível ao prematuro”. 

Mais informações sobre o Banco de Leite Humano da Unifesp/HSP no telefone ((11) 5576-4848 RAMAL: 2817. 

Edição: Fábio Massalli

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Torcida cruzeirense, em partida Cruzeiro x Grêmio, décima oitava rodada do Brasileirão, em 08.09.2019
Esportes

Cruzeiro estreia na Série B neste sábado contra o Botafogo-SP

Raposa começa competição com seis pontos a menos que os demais clubes da segunda divisão Partida terá início às 19h (horário de Brasília), no Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Apostadores fazem fila em casa lotérica. A Caixa Econômica Federal sorteia hoje (08) as seis dezenas do concurso 2.149 da Mega-Sena acumulada, que deve pagar um prêmio de R$ 170 milhões.
Geral

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 6,5 milhões

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país ou pela internet. O volante, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy apresenta o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito, Pnatrans.
Justiça

Gilmar Mendes determina soltura de Alexandre Baldy

Baldy teve a prisão temporária decretada pela primeira instância da Justiça Federal na Operação Dardanários, que apura fraudes em contratações da Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro.

Chuteiras de jogadores em treino
Esportes

Agência Brasil oferece novidade para amantes de esportes

Página tem tabelas das principais competições do planeta, de modalidades como futebol, surfe, automobilismo e e-sports. Vôlei e basquete devem entrar depois, com reinício de torneios.

Geral

Ilha Grande reabre para o turismo no próximo dia 14

Município fluminense só receberá turistas com reservas em hospedagens. Hotéis, pousadas e restaurantes podem ter até 50% da capacidade ocupada.

Fachada da Caixa Econômica Federal
Economia

Caixa abre 770 agências hoje para beneficiários do auxílio emergencial

A Caixa garantiu que todas as pessoas que comparecerem às agências serão atendidas no mesmo dia. A mesma orientação é válida para o atendimento realizado de segunda a sexta-feira.