SP: secretário aconselha população a ficar em casa no Dia das Mães

Com criatividade, pessoas podem demonstrar todo seu amor, diz Germann

Publicado em 05/05/2020 - 15:31 Por Elaine Patricia Cruz - Repórter da Agência Brasil - São Paulo

O secretário estadual da Saúde de São Paulo, José Henrique Germann, pediu hoje (5) que a população do estado comemore o Dia das Mães deste ano de uma forma diferente: ficando em casa. A data será comemorada no próximo domingo (10).

“O Dia das Mães, todos gostariam de comemorar de forma bastante efusiva com seus entes queridos, mas agora estamos vivendo em regime de guerra, em situação anômala dos demais Dia das Mães que tivemos até agora. Nunca o tivemos dessa maneira. Desta vez, não vamos poder comemorar da forma como sempre comemoramos", afirmou Germann.

Ele disse acreditar na criatividade das pessoas, para que, ficando em casa, possam comemorar a data "de uma forma que seja suficiente para demonstrar o seu amor”.

Balanço

O estado de São Paulo tem hoje 34.053 casos confirmados de coronavírus, com 2.851 óbitos. A taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) é de 68,9% no estado e de 86,9% na região metropolitana da capital. Há ainda 3.457 pessoas internadas em UTI e 5.408 em enfermarias.

A taxa de ocupação de leitos na Grande São Paulo, que ontem (4) estava em cerca de 89%, apresentou ligeira queda.

Segundo o secretário, isso se deve à disponibilização de novos leitos. “Colocamos novos leitos em toda a rede da região metropolitana, por isso a, taxa de ocupação diminuiu um pouco. Isso nos mostra, porém, que precisamos de mais leitos”, disse Germann.

Com a chegada de uma carga de respiradores, prevista para quinta-feira (7), novos leitos deverão ser instalados. De acordo com o secretário, serão mais 1,8 mil leitos colocados à disposição em breve.

Capacetes pressurizados

O diretor da Divisão de Pneumologia do Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas, Carlos Carvalho, disse que a instituição já está preparada para testar em breve a construção de capacetes pressurizados -- um tipo de ventilação não invasiva, que não utiliza tubos -- que estão sendo produzidos por pesquisadores no país.

Segundo Carvalho, tais capacetes podem ajudar a desafogar os leitos dos hospitais no estado. “Como não temos esses capacetes aqui no Brasil, os pesquisadores estão desenvolvendo modelos nacionais para ser mais uma forma de desafogar nossas terapias intensivas, para que possamos postergar ou nem chegar à necessidade de entubação.”

Os capacetes ainda precisam, no entanto, de aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Live Jair Bolsonaro 13.08.2020
Política

Bolsonaro: não existe tentativa de furar o teto de gastos

Bolsonaro defendeu a realização de investimentos públicos em áreas sociais e obras de infraestrutura, mas disse que não existe tentativa de "golpe" para "furar o teto".

A partir de hoje (17) estão liberadas as práticas de esportes coletivos como vôlei, futevôlei, beach tennis e futebol nas praias do Rio de Janeiro.
Geral

Senado aprova auxílio de R$ 600 para trabalhadores do esporte

O Senado aprovou hoje um projeto de lei que regulariza o recebimento do auxílio emergencial por funcionários e atletas do setor de esportes.

Edifício sede do Superior Tribunal de Justiça STJ
Justiça

Ministro do STJ revoga prisão domiciliar de Queiroz e esposa

 Fabrício Queiroz é investigado em um suposto esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. 

Vista geral da favela Morro Azul, na zona sul do Rio de Janeiro.
Geral

Rio: 1,4 mil mortes por covid-19 foram em favelas, mostra painel

Número se referem às favelas da capital. O estado do Rio de Janeiro registrou 14.080 óbitos desde a chegada do novo coronavírus no Brasil, dos quais 8.612  na capital.

O TSE aumentou o esquema de segurança para acessar o prédio do tribunal neste domingo
Justiça

TSE adia decisão a respeito de tese sobre abuso de poder religioso

Até o momento, os ministros Alexandre de Moraes e Tarcísio de Carvalho Neto votaram contra a medida. Somente o relator, Edson Fachin, defendeu a tese para punição. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

TJRJ determina que escolas se preparem para retorno, mesmo em greve

Decisão diz que 70% dos funcionários do administrativo devem retornar ao trabalho presencial, mesmo durante a greve, para prepararem a volta às aulas.