Últimas notícias carrie lam

Hong Kong Chief Executive Carrie Lam looks down during a news conference in Hong Kong, China, June 15, 2019. REUTERS/Athit Perawongmetha
Internacional

Hong Kong: protestos obrigam presidente a discursar a portas fechadas

Deputados pró-democracia interromperam, nesta quarta-feira (16), o discurso político anual da chefe do executivo de Hong Kong, Carrie Lam, com assobios e cartazes de protestos.

Hong Kong Chief Executive Carrie Lam looks down during a news conference in Hong Kong, China, June 15, 2019. REUTERS/Athit Perawongmetha
Internacional

Carrie Lam iniciará diálogo público na próxima semana em Hong Kong

A chefe do executivo de Hong Kong, Carrie Lam, anunciou que seu governo vai iniciar um diálogo público a partir da próxima semana. Em coletiva de imprensa, na terça-feira (17), Lam declarou que "pessoas de todas as classes sociais" terão liberdade para participar.

Hong Kong Chief Executive Carrie Lam looks down during a news conference in Hong Kong, China, June 15, 2019. REUTERS/Athit Perawongmetha
Internacional

Hong Kong: manifestantes dizem que não basta anulação de projeto

Os protestos contra o governo prosseguem em Hong Kong, um dia depois do anúncio, feito pela chefe do Executivo, Carrie Lam, do arquivamento definitivo do controvertido projeto de lei de extradição.

Hong Kong Chief Executive Carrie Lam looks down during a news conference in Hong Kong, China, June 15, 2019. REUTERS/Athit Perawongmetha
Internacional

Imprensa de Hong Kong diz que projeto de extradição será arquivado

A imprensa de Hong Kong informa hoje (4) que a chefe do Poder Executivo, Carrie Lam, anunciará que vai arquivar em definitivo o projeto de lei de extradição, que desencadeou uma onda de protestos no território.

Hong Kong Chief Executive Carrie Lam looks down during a news conference in Hong Kong, China, June 15, 2019. REUTERS/Athit Perawongmetha
Internacional

Chefe executiva de Hong Kong rejeita demandas de manifestantes

A chefe executiva de Hong Kong, Carrie Lam, declarou que está disposta a criar uma plataforma de diálogo com os manifestantes, mas não chegou a aceitar as demandas feitas por eles.

Voltar ao topo da página