Últimas notícias conselho nacional do ministério público

 Depressão, suicidio
Saúde

Relatório identifica situação degradante em 40 hospitais psiquiátricos

Inspeções em 40 hospitais psiquiátricos de 17 estados das cinco regiões do país (33% da rede), realizadas em dezembro de 2018, constataram irregularidades – como o trabalho de pacientes nas atividades de rotina dos hospitais, violação de direitos, tortura e violência.
Os ministros  Ricardo Lexandowsk e o Luis Fux,durante  abertura do terceiro dia de julgamento sobre a validade da prisão em segunda instância no  Supremo Tribunal Federal (STF)
Justiça

Fux volta atrás e libera julgamento de ação contra Dallagnol

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux decidiu hoje (19) voltar atrás e liberar o julgamento de uma ação disciplinar protocolada contra o procurador da República Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, no Conselho Nacional do M

O ministro Luiz Fux, durante a segunda parte da sessão de hoje (23) para julgamento sobre a validade da prisão em segunda instância do Supremo Tribunal Federal (STF).
Justiça

Fux suspende análise de ação contra Dallagnol no Conselho do MP

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux decidiu hoje (11) que o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) não poderá julgar na sessão desta terça-feira (12) uma ação disciplinar protocolada contra o procurador da República Deltan Dallagnol, chefe da força-ta

Rio de Janeiro - Repórteres fotográficos, cinematográficos e jornalistas fazem homenagem ao cinegrafista da TV Bandeirantes, Santiago Andrade, no local onde foi atingido por um rojão (Fernando Frazão/Agência Brasil)
Direitos Humanos

Brasil é o 6º país mais perigoso do mundo para jornalistas, diz Unesco

Relatório divulgado nesta terça-feira (30) pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) informa que 64 jornalistas, profissionais de imprensa e comunicadores foram mortos no exercício da profissão no Brasil entre 1995 e 2018.

Justiça

Conselho do MP pune procuradora que criticou Supremo no Twitter

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu hoje (12), por maioria de votos, aplicar duas penas de censura pública à procuradora do Ministério Público de Minas Gerais Camila Fátima Teixeira, por ofensas publicadas no Twitter contra ministros do Supremo Tribunal Fe