Últimas notícias CPI

Brasília (DF) 10/04/2024  CPI da Braskem do Senado durante audiência onde o Diretor, Marcelo Arantes da Braskem admite culpa da empresa por afundamento do solo em Maceió Foto Lula Marques/ Agência Brasil
Política

Diretor da Braskem admite culpa da empresa por afundamentos em Maceió

“A Braskem tem sua culpa nesse processo e nós assumimos a responsabilidade por isso”, destacou. Representantes denunciaram que vítimas foram obrigadas a vender imóveis por baixos valores para a empresa.

Brasília (DF) 19/03/2024 Depoimento na CPI da Braskem de Alexandre Vidigal de Oliveira, ex-secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia, autoridade responsável pela fiscalização e monitoramento da extração de sal-gema na mina da empresa petroquímica em Alagoas.Foto Lula Marques/ Agência Brasil
Economia

Braskem: relator de CPI quer busca e apreensão caso MME não ceda dados

Ex-secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do MME foi ouvido nesta terça-feira (18) na comissão que investiga responsabilidades pelo afundamento de bairros em Maceió (AL).

Maceió (AL) 15/12/2023 – Bairro fantasma do Bomparto que fica nas proximidades da
mina n°18 da mineradora Baskem na lagoa de Mundaú.
Foto: Joédson Alves/Agência Brasil
Política

Braskem: CPI quebra sigilo bancário de diretor de agência de mineração

CPI investiga responsabilidades pelo afundamento de bairros inteiros em Maceió em consequência das atividades da Braskem no município.

Brasília 60 Anos - Congresso Nacional
Política

Senado cria CPIs das Apostas Esportivas e da Violência Doméstica

Senador Jorge Kajuru afirma que “a violência psicológica, assédio sexual e moral e o feminicídio” fazem parte do cotidiano das mulheres, “cenário que não tem apresentado sinais de reversão”.

RETROSPECTIVA_2023 - Apagão em São Paulo. - Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Geral

Restabelecimento de energia em novembro foi bem-sucedido, diz Enel-SP

Resposta da Enel ao apagão de novembro em São Paulo foi um esforço sobre-humano e tecnicamente bm-sucedido, disse o presidente da empresa, Max Lins, na CPI que investiga o problema.