Últimas notícias Ministério do Planejamento e Orçamento

Dinheiro, Real Moeda brasileira
Foto:José Cruz/Agência Brasil/Arquivo
Economia

Governo bloqueia R$ 2,9 bilhões do Orçamento para cumprir meta

Gastos discricionários foram revisados para baixo em R$ 4,5 bilhões, resultando no crescimento final de R$ 1,6 bilhão nas despesas federais, diz Ministério do Planejamento e Orçamento.

Brasília (DF), 04/03/2024, Lançamento do Relatório da Agenda Transversal Mulheres PPA 2024-2027 Foto: Jose Cruz/Agência Brasil
Economia

Plano prevê reduzir em 10% diferença salarial entre homens e mulheres

Meta faz parte do Relatório Agenda Transversal de Mulheres, que reúne compromissos voltados para mulheres no Plano Plurianual de 2024-2027.

Brasília (DF) 27/07/2023 - A ministra do Planejamento, Simone Tebet conversa com jornalista na entrada do prédio do ministério da Fazenda, após  reunião com o ministro Haddad.
Foto: Joédson Alves/Agência Brasil
Política

Simone Tebet anuncia redução de R$ 2,6 bilhões no orçamento da Fazenda

Segundo a ministra, o corte foi necessário para não precisar retirar recursos de políticas públicas e para ministérios “finalísticos”, aqueles que prestam serviços diretos ao cidadão.

Brasília (DF) 19/04/2023 A ministra do Planejamento, Simone Tebet, participa da cerimônia de posse do Conselho de Participação Social e do lançamento do processo de elaboração do Plano Plurianual Participativo (PPA Participativo) Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil
Economia

Combate à sonegação e ao contrabando pode render R$ 120 bilhões

Estimativa foi apresentada pela ministra Simone Tebet. Segundo ela, governo poderá arrecadar mais se desonerações “injustificáveis” forem revertidas.

Brasília (DF), 17/04/2023 - A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, durante entrevista coletiva,  para apresentar e explicar os números do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2024. Foto Antonio Cruz/Agência Brasil.
Economia

Tebet garante aumento do salário mínimo acima da inflação em 2024

Segundo a ministra, se houver a aprovação no novo arcabouço fiscal, haverá incremento de receitas e cortes de despesas e, consequentemente, espaço para ganho real.