Últimas notícias Ministério do Trabalho e Emprego

O ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello, participa da solenidade de lançamento do Terceiro Plano Nacional de Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção do Adolescente Trabalhador.
Política

Ministro do Trabalho teme desmanche na fiscalização com fim da pasta

O ministro do Trabalho e Emprego, Caio Vieira de Mello, disse hoje (4) que a extinção da pasta no futuro governo de Bolsonaro provocará um “desmanche” nas atividades de fiscalização do trabalho. “É um ato complexo, de uma repercussão social grande.

Direitos Humanos

MTE encontra 1,2 mil em situação semelhante à escravidão este ano

Até outubro deste ano, foram encontrados 1.246 trabalhadores em situação semelhante à escravidão. O balanço foi divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), responsável por coordenar a fiscalização deste tipo de prática e as operações de libertação.

Sessenta pessoas participaram do mutirão da colheita de arroz, na comunidade do quilombo Morro Seco.
Economia

Brasil criou 221 mil empregos formais em 2017, após dois anos de queda

Após duas grandes quedas consecutivas, o emprego formal no Brasil voltou crescer em 2017, com o país registrando saldo de 221 mil novos postos de trabalho em diferentes atividades do setor público e privado. Com o aumento de 0,48%, em comparação com o ano anterior, o estoque de vínculos trabalhistas fechou o ano passado em cerca de 46,3 milhões de empregos. Os dados são da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), divulgada hoje pelo Ministério do Trabalho.
Direitos Humanos

Fome leva indígenas venezuelanos a migrarem para o Brasil, segundo pesquisa

Uma viagem de 925 quilômetros de barco e depois, vencida, de forma oficial ou não, a fronteira entre a Venezuela e o Brasil, três dias de caminhada até Boa Vista, capital de Roraima. Essa é a travessia que muitos indígenas venezuelanos integrantes do povo Warao fazem para passar a viver em território brasileiro

Direitos Humanos

Mais da metade dos imigrantes venezuelanos no Brasil recebem menos de um salário

Quase 80% dos venezuelanos não indígenas que migraram para o Brasil têm ensino médio completo, mas, dos que trabalham, mais da metade recebem menos de um salário-mínimo, segundo dados da pesquisa Perfil Sociodemográfico e Laboral dos Imigrantes Venezuelanos, coordenada pelo Conselho Nacional de Imigração (CNIg), com apoio do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur)