MinC concederá à iniciativa privada o Teatro Brasileiro de Comédia em SP

Publicado em 23/08/2017 - 12:48 Por Ludmilla Souza – Repórter da Agência Brasil - São Paulo

O Ministério da Cultura (MinC) anunciou que o Teatro Brasileiro de Comédia (TBC), em São Paulo (SP), atualmente administrado pela Fundação Nacional de Artes (Funarte), será concedido à iniciativa privada. “Vamos conceder o Teatro Brasileiro de Comédia à iniciativa privada para revitalizá-lo. Faremos, até o final do ano, um edital nesse sentido”, informou, em nota, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão.

“A ideia é que o investidor privado aporte os recursos que faltam para completar a obra iniciada pelo MinC, e o teatro possa voltar a funcionar. E depois tome conta do local, que também tem galerias e salas de ensaio. É um verdadeiro centro cultural”, destaca. O ministro cumpriu agenda em São Paulo segunda (21) e terça-feira (22), onde se encontrou com o prefeito João Dória e os secretários de Cultura do estado e do município, respectivamente José Luiz Penna e André Sturm, além de ter participado de reunião na Federação das Indústrias do Estado.

Segundo Sá Leitão, o MinC vai lançar um programa de concessões à iniciativa privada. “Esse modelo cem por cento estatal que temos em alguns museus e centros culturais não funciona, está falido como bomba-relógio. Precisamos mudar isso”, afirma. “O teatro, por exemplo, tem iluminação. Se lâmpadas se quebram, o que é bastante comum, ou param de funcionar por causa do uso, é preciso fazer uma licitação para comprar outras. Nesse meio tempo, o teatro fica fechado, não funciona. Temos que zelar para que existam mais e mais teatros, mais palcos, geridos de maneira competente pela iniciativa privada. Será simbólico, vem na contramão do que o MinC vem fazendo”, ressalta o ministro.

Construído em 1948, o TBC, declarado patrimônio histórico tanto pelo estado quanto pelo município, está fechado desde 2008, pouco antes de passar para a gestão da Funarte. Desde então, o Ministério da Cultura já investiu cerca de R$ 16 milhões na casa de espetáculos, mas ainda são necessários R$ 13 milhões para que o teatro possa ser reaberto ao público.

Desde que o Teatro Brasileiro de Comédia foi comprado pela Funarte por R$ 5 milhões, logo após o fechamento, foram concluídas as obras estruturais e de alvenaria. A segunda etapa, a ser licitada, inclui sonorização, acústica, cenotécnica, instalação de ar-condicionado e de elevadores, prevenção de incêndio, compra de mobiliário e acabamentos.

Projetos para São Paulo

Em reunião nessa terça-feira (22) com o prefeito de São Paulo, João Dória, o ministro Sérgio Sá Leitão, além de comunicar a futura concessão do Teatro Brasileiro de Comédia, debateu mais dois temas relevantes para o setor cultural paulistano. Serão iniciados estudos para a expansão das salas de cinema do Circuito SP Cine, coordenado pela prefeitura de São Paulo, e ampliados dez centros de Artes e Esportes Unificados localizados na capital. Dória destacou, em seu perfil no Facebook, que a iniciativa vai levar cultura à periferia. “Com isso, pretendemos levar mais lazer e cultura para áreas distantes do centro, facilitando o acesso da população que mora na periferia”.

Teatro Brasileiro de Comédia

Localizado no bairro da Bela Vista, no centro de São Paulo, o Teatro Brasileiro de Comédia foi inaugurado em 1948, por iniciativa do industrial italiano Franco Zampari. Até 1964, foi sede de uma companhia de teatro homônima, que reuniu atores que viriam a ter grande destaque no teatro brasileiro, como Fernanda Montenegro, Fernando Torres, Cacilda Becker, Paulo Autran, Tônia Carreiro e Walmor Chagas, entre outros. Depois, continuou funcionando como teatro autônomo até fechar as portas, em 2008.

O edifício-sede do teatro é protegido pelo patrimônio histórico. Foi tombado, em 1982, pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat), ligado à Secretaria da Cultura do Estado e, em 1991, pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo.

Edição: Graça Adjuto

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Live da Semana - Presidente Jair Bolsonaro - 06/08/2020
Política

Pazuello diz que estados estão mais preparados para enfrentar pandemia

Ministro interino da Saúde participou de live ao lado do presidente. Mudança de protocolo do ministério foi um dos fatores que deixou estados mais preparados.

A cúpula  maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.
Política

Senado aprova redução de prazos para revalidação de diplomas

O PL prevê a revalidação em prazo entre 30 e 60 dias no caso de instituições estrangeiras reconhecidas pelo Ministério da Educação e contam com um processo simplificado. 

Escola fechada por cinco dias após relatos de coronavírus.
Justiça

Justiça suspende retorno das aulas presenciais na rede privada do DF

A retomada foi autorizada na terça-feira pela primeira instância após outra decisão que a proibiu. Algumas escolas chegaram a retomar as atividades nesta quinta-feira.

Saúde

Ministério da Saúde monitora síndrome em crianças associada à covid-19

Síndrome inflamatória multissistêmica ocorre em crianças de 7 meses a 16 anos. Até agora, foram notificados 71 casos no Brasil e registradas três mortes.

Incêndio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Divulgação/Parnaso)
Geral

Bombeiros combatem fogo na Serra dos Órgãos pelo terceiro dia seguido

Criado em 1939, o Parnaso é o terceiro parque mais antigo do país e costuma ser procurado para prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada e rapel.

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, apresenta a versão digital do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVe).
Justiça

Preso pela PF, Baldy pede licença de cargo de secretário

Em nota, governo estadual destaca competência e postura idônea de Alexandre Baldy e informa que o secretário executivo Paulo Galli comandará temporariamente a pasta.