Caixa libera auxílio emergencial para 200 mil pessoas

Calendário de pagamento ainda será divulgado

Publicado em 05/06/2020 - 19:26 Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil - Brasília

Cerca de 200 mil brasileiros que estavam com o auxílio emergencial em análise ou reanálise tiveram o benefício liberado, informou hoje (5) a Caixa Econômica Federal. O banco recebeu da Dataprev, estatal de tecnologia responsável pelo processamento dos cadastros, o resultado da análise de 700 mil pedidos, dos quais 500 mil foram negados e 200 mil aprovados.

O calendário de pagamento para os novos beneficiários ainda será divulgado. Nos últimos dias, a Caixa esclareceu que quem tiver o auxílio liberado receberá as parcelas com intervalo de 30 dias entre elas.

Com a nova lista de processamento, o número de pessoas com o pedido de auxílio emergencial processado subiu de 101,2 milhões para 101,9 milhões. Desse total, 59,2 milhões foram considerados elegíveis, tendo o benefício liberado, e 42,7 milhões tiveram o benefício negado. Até ontem, o total de benefícios liberados estava em 59 milhões, e os negados somavam 42,2 milhões.

O número de pedidos em análise caiu para 10,2 milhões nesta sexta-feira. Desse total, 5,2 milhões de cadastros estão em primeira análise e 5 milhões em segunda ou terceira análise, quando o cadastro foi considerado inconsistente, e a Caixa permitiu a contestação da resposta ou a correção de informações. O cadastro no programa pode ser feito no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial ou no site auxilio.caixa.gov.br.

Segundo o balanço acumulado apresentado até agora, a instituição desembolsou R$ 76,6 bilhões, somadas ambas as parcelas. No total, 58,6 milhões de pessoas receberam alguma parcela do benefício desde que o programa foi criado, em abril, para ajudar as pessoas a enfrentar os impactos da crise causada pela pandemia de covid-19.

Do total pago até agora, R$ 30,3 bilhões foram para beneficiários do Bolsa Família, R$ 14 bilhões para aqueles inscritos no Cadastro Único para os Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e R$ 32,3 bilhões para trabalhadores informais que se cadastraram pelo site ou pelo aplicativo. Considerando apenas a segunda parcela, 19,50 milhões de brasileiros receberam R$ 35,5 bilhões.

O pagamento da segunda parcela acabou no último dia 29. De 30 de maio até 13 de junho, os beneficiários estão sacando o dinheiro do lote, conforme um cronograma baseado no mês de aniversário. Hoje, cerca de 2,6 milhões de pessoas nascidas em junho foram às agências da Caixa retirar o auxílio.

Neste sábado (6), a Caixa abrirá 680 agências em todo o país para que os nascidos em julho possam sacar a segunda parcela. A lista das agências que vão abrir está disponível no site www.caixa.gov.br/agenciasabado.

QR Code

A Caixa também divulgou o balanço do pagamento de compras com o auxílio emergencial por meio da câmera do celular. Uma semana depois do lançamento da ferramenta, 63,3 milhões de transações foram realizadas com o novo recurso, num total de R$ 60 milhões. O pagamento com o cartão de débito virtual, que pode ser usado para compras em sites parceiros da Caixa, somou 2,1 bilhões de transações desde o início do pagamento do auxílio emergencial, em abril, totalizando R$ 2,13 bilhões.

O pagamento com a câmera do celular usa a tecnologia QR code (forma avançada de código de barras). Primeiramente, o usuário poderá acessar o aplicativo Caixa Tem, usado para movimentar as contas poupança digitais criadas pelo banco, e escolher a opção 'pagar na maquininha'. Em seguida, a câmera do celular automaticamente abrirá. O usuário deverá apontá-la para o código QR que aparecerá na maquininha, conferir o valor da compra a apertar o botão confirmar na tela do celular.

A tecnologia está disponível em cerca de 3 milhões de estabelecimentos comerciais em todo o país que operam maquininhas com a bandeira Elo. Ontem (4), o diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução do Banco Central, João Manoel Pinho de Mello, disse que o banco estuda formas de estimular a utilização do QR code por maquininhas de outras bandeiras.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Félix da Costa - piloto português -campeão 2020 fórmula E
Esportes

Com Di Grassi brigando pelo vice, português leva título da Fórmula E

Brasileiro tenta finalizar temporada atrás do campeão Félix da Costa. Já o estreante Sérgio Sette Câmara terminou a rodada em 21º lugar e não chegou a pontuar.

Para marcar o Dia Mundial do Doador de Sangue, o Ministério da Saúde lança campanha de doação de sangue, no Hemocentro de Brasília.
Saúde

Estudo desenvolve exame para diagnosticar esquizofrenia e bipolaridade

Exame de sangue diferencia os dois transtornos por meio da análise de alterações bioquímicas e moleculares envolvidas em cada uma das doenças.

Rio de Janeiro - Estudantes terminam o segundo dia de provas do Enem, realizado na Uerj.  (Fernando Frazão/Agência Brasil)
Educação

Uerj abre inscrições para programa de auxílio à inclusão digital

O objetivo é democratizar as condições técnicas para promover o acesso dos alunos à internet, que será iniciado no dia 14 de setembro, com aulas e atividades remotas.

automóveis
Economia

Governo promulga acordo de livre comércio automotivo com o Paraguai

As peças e os veículos vendidos pelos dois países terão tarifas mínimas ou zeradas, mas o intervalo para o livre comércio variará entre os dois países. Os produtos paraguaios terão livre comércio imediato.

O presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa no Palácio da Alvorada
Política

Bolsonaro nomeia mais dois membros para a Comissão de Ética Pública

A comissão é composta por sete integrantes que têm mandato de três anos, permitida uma recondução.

Geral

Prefeitura do Rio de Janeiro autoriza volta de eventos corporativos

De acordo com a prefeitura, até o momento as avaliações permitiram a antecipação de três setores da economia: os shoppings, o comércio de rua e agora os eventos de negócios.