Setor de Serviços responde por 53% do PIB em 2013

Publicado em 18/12/2015 - 15:27 Por Nielmar de Oliveira – Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O setor de serviços continua sendo o que mais contribui na composição do Produto Interno Bruto (PIB), com R$ 3,316 trilhões. É o que revela a pesquisa PIB dos Municípios 2013, divulgada hoje (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o IBGE, o setor cresceu 12,3% em termos nominais e 2,8% em volume, passando a representar 53,3% do valor adicionado bruto, ou seja, o total do valor do PIB antes da dedução dos impostos. Apenas os segmentos serviços de informação e intermediação financeira, seguros e previdência complementar e serviços relacionados variaram abaixo da média.

Segundo o IBGE, de modo geral, os estados brasileiros mantiveram o peso no setor de serviços, na composição do PIB, com “suaves movimentos negativos” verificados em São Paulo, principalmente nos segmentos de intermediação financeira, seguros e previdência complementar e serviços relacionados.

A indústria teve participação de 24,9% do valor adicional bruto do PIB, registrando perda de participação de 1,1 ponto percentual no valor adicionado bruto do país, ao passar de 26,1% para 24,9%, de 2012 para 2013.

A queda, segundo o IBGE, é reflexo do fraco desempenho de todos os segmentos do setor. Enquanto em 2012 a Indústria extrativa gerava 4,5% do valor adicionado bruto total , em 2013, passou a gerar 4,2%. A Indústria de transformação, que, em 2012 contribuía com 12,6% do PIB, passou a contribuir com 12,3%.

Já a participação do setor de Saúde, Educação e Seguridade Social na formação do PIB ficou em 16,4%, naquele ano.

Agropecuária

Embora seja a atividade predominante na economia de 57,3% dos municípios, a agropecuária respondia em 2013 por apenas 5,3% do PIB. De acordo com a pesquisa, o crescimento nominal do valor adicionado bruto da agropecuária em 2013 chegou a 19,7%, refletindo a elevação de 8,4% do volume da produção e de 10,5% dos preços.

“É importante ressaltar que embora o setor de serviços continue respondendo pela maior participação no volume do PIB, o setor agropecuário vem registrando crescimento importante dentro da economia, mesmo com os setores ligados à exportação de commodities em baixa no mercado internacional”, disse Sheila Cristina Zana, coordenadora da pesquisa do IBGE.

Segundo a pesquisa Produção Agrícola Municipal – PAM 2013, também realizada pelo IBGE, o valor bruto da produção agrícola alcançou R$ 232,5 bilhões em 2013, um crescimento de 14% em relação ao ano anterior.

Entre os produtos que registraram maior incremento no valor da produção, destaca-se soja com 36,6%, devido ao recorde da produção (81,7 milhões de toneladas) e ao aumento dos preços. Em seguida vem a mandioca (28,5%), o arroz (19,9%), o feijão (11,7%) e a cana-de-açúcar (6,2%).

Administração Pública

O PIB dos Municípios 2013 levantou, ainda, que 42,2% dos municípios brasileiros tinham grande dependência da administração pública no ano da pesquisa. Entre os municípios brasileiros, 2.349, ou 42,2% do total, tinham mais do que um terço da sua economia dependente do setor de administração, saúde e educação pública e seguridade social.

Em quatro municípios, a participação da administração pública no PIB era superior a 75%: Guamaré, no Rio Grande do Norte; Uiramutã, em Roraima; São José de Princesa, na Paraíba; e Santo Antônio dos Milagres, no Piauí.

Edição: Lana Cristina

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias