Privatização não é mais "palavra condenada", diz presidente da Eletrobras

Publicado em 27/03/2018 - 20:25 Por Ana Cristina Campos – Repórter da Agência Brasil - Brasília

Brasília - O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, fala sobre os resultados da empresa em 2017 e apresenta o andamento do Plano Diretor de Negócios e Gestão 2018-2022 (Valter Campanato/Agência Brasil)

Para o presidente  da  Eletrobras,  Wilson  Ferreira  Junior,  o Congresso Nacional pode aprovar o projeto de lei

que trata da privatização da empresa ainda no primeiro semestre deste anoValter Campanato/Agência Brasil

O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, disse hoje (27)  acreditar que o projeto de lei (PL) que trata da privatização da estatal seja aprovado pelo Congresso Nacional no primeiro semestre. “Eu percebo, de todas as lideranças com que falo, o reconhecimento da importância desse movimento da privatização. Não é mais uma palavra condenada, proibida”, disse Ferreira Junior, ao apresentar os resultados da empresa no ano passado.

Ele deu a declaração ao ser perguntado sobre a viabilidade da aprovação do Projeto de Lei 9.463/2018, que trata da privatização da Eletrobras, encaminhado pelo governo ao Congresso no fim de janeiro. “Não acho uma agenda difícil de ser tocada. Pelo contrário”, afirmou.

Mais cedo, os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, afirmaram que o governo espera a aprovação do projeto de lei ainda neste ano. Segundo Oliveira, é possível que o PL seja aprovado antes das eleições de outubro.

O projeto tramita atualmente na Câmara dos Deputados. Para esta terça-feira, estava prevista uma reunião da comissão especial que analisa a proposta de privatização da Eletrobras, mas foi cancelada.

Redução de custos

O presidente da Eletrobras informou a estatal planeja reduzir o número de funcionários, atualmente em torno de 22 mil para 12 mil, até o fim do ano. Nesta segunda-feira (26), a estatal lançou o Plano de Demissão Consensual, que tem como meta o desligamento de 3 mil funcionários em todas as suas empresas e uma economia anual de R$ 890 milhões.

Segundo o executivo, mais 6,6 mil funcionários devem deixar os quadros da Eletrobras após a venda de seis distribuidoras de energia.

Ferreira Junior informou que outra medida de redução de custos será concentrar todos os funcionários da área administrativa no Rio de Janeiro e Recife e em Brasília e Florianópolis.

Resultado de 2017

A Eletrobras fechou o ano de 2017 com prejuízo líquido de R$ 1,726 bilhão ante um lucro líquido de R$ 3,5 bilhões em 2016. A estatal informou que o resultado foi influenciado, principalmente, pelas provisões operacionais de R$ 4,646 bilhões e pelo prejuízo do segmento de distribuição de R$ 4,179 bilhões.

Segundo a empresa, a receita operacional líquida foi de R$ 37,876 bilhões no ano passado, queda de 37% em relação a 2016. De acordo com Ferreira Junior, o resultado positivo em 2016 foi motivado por receitas extraordinárias referentes à Rede Básica Sistemas Existentes (RBSE – ativos de transmissão antes de 2000), no valor de R$ 28 bilhões.

Edição: Nádia Franco

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
basquete em cadeira de rodas, seleção brasileira, Rio 2026
Esportes

Coluna - Justo ou injusto?

Reclassificação no basquete tira atletas do movimento paralímpico. Dos 132 reenquadrados, 119 foram considerados aptos a competir em Tóquio, e nove inelegíveis.

Ensino a distância cresce mais que presencial
Educação

MEC autoriza aulas a distância em escolas técnicas federais de ensino

Instituições que optarem por suspender aulas presenciais deverão repô-las integralmente e poderão alterar calendários escolares, inclusive recessos e férias.

A Polícia Federal prende o banqueiro Eduardo Plass em nova etapa da Operação Hashtag, desbodramento da Lava Jato no Rio de Janeiro.
Geral

Polícia Federal faz operação contra fraudes nos Correios

Cargas eram distribuídas no fluxo postal sem faturamento ou com faturamento inferior, dando prejuízo de R$ 94 milhões aos Correios. Foram expedidos mandados de afastamento de funcionários.

Governo de São Paulo inicia testes com vacina contra o novo coronavírus.
Saúde

São Paulo usa Metrô para vacinar adultos e crianças 

Não é necessário apresentar carteirinha de vacinação. Em todas as estações do Metrô de São Paulo, a campanha estará na área livre do mezanino. Vacinas evitam diversas doenças.

O ministro Gilmar Mendes, durante a segunda parte da sessão de hoje (23) para julgamento sobre a validade da prisão em segunda instância do Supremo Tribunal Federal (STF).
Justiça

Gilmar Mendes suspende efeitos de veto sobre uso máscara em presídios

A decisão suspende “apenas os efeitos dos vetos feitos por meio de republicação, após o prazo de 15 dias para o exercício da deliberação executiva sobre o projeto de lei”, diz STF.

Cataratas do Iguaçu em Foz do Iguaçu/PR
Geral

Parque Nacional do Iguaçu retoma atividades a partir de hoje

Entre as medidas obrigatórias para acessar a unidade de conservação estão a redução da capacidade do local, aferição da temperatura, o distanciamento entre as pessoas e uso correto da máscara.