Governo do Rio dispõe de R$ 320 milhões para microempreendedor

Para a linha de crédito, o governo vai utilizar recursos próprios

Publicado em 19/03/2020 - 17:48 Por Cristina Indio do Brasil - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O governo do estado do Rio de Janeiro tem R$ 320 milhões em recursos iniciais para uma linha de crédito destinada a microempreendedores individuais (MEIs) e micro e pequenas empresas. O anúncio foi feito pelo governador Wilson Witzel.

Segundo o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Lucas Tristão, a intenção é liberar recursos para que as empresas e empreendedores fluminenses tenham condição de financiar o capital de giro necessário e de ultrapassar o período de impacto das receitas por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A expectativa do secretário é que seja possível evitar um aumento na taxa de desemprego, um maior prejuízo econômico e, em especial, a disseminação do vírus.

Para compor a linha de crédito, o governo vai utilizar recursos próprios e de fundos estaduais e federais, como Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), Fungetur (Fundo Geral de Turismo) e Fempo (Fundo Estadual de Fomento ao Microcrédito Produtivo Orientado para Empreendedores). As contratações serão estabelecidas em parceiras com o Sebrae, cooperativas de crédito, fintechs e entidades de classe.

O governo do estado não informou os prazos e as taxas de juros dos financiamentos, mas adiantou que terão prazos e carências estendidos e taxas de juros reduzidas, bem abaixo do que é praticado atualmente pelos bancos tradicionais.

Cartilha

A Agência Estadual de Fomento do Rio de Janeiro (AgeRio),  vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, preparou uma cartilha para orientar os empresários e informar quais empresas e segmentos terão prioridades no acesso ao crédito emergencial. O interessado pode acessar o link www.agerio.com.br/credito-emergencial.

Tristão destacou o impacto das medidas que o governo estadual vem adotando para reduzir os efeitos da crise no estado provocada pela pandemia do coronavírus. “O governador Wilson Witzel está tomando uma série de decisões firmes, mas muito prudentes e necessárias, de enfrentamento da situação, para evitar o agravamento da crise, mas sem nunca esquecer de apoiar a sustentabilidade da economia e dos negócios do Estado”.

No início da semana, o secretário se reuniu com presidentes de associações e representantes da sociedade civil para levar ao governador as ponderações e propostas dos empresários fluminenses. “Precisamos agir agora e com seriedade”, completou.

Para o secretário, não há tempo para descanso e o momento é de união. “A mensagem do governador é simples. A sociedade fluminense não está sozinha. Mas precisamos do apoio do povo para proteger a saúde da nossa população. O momento é de conscientização. Cada um precisa fazer a sua parte para combater o avanço do novo coronavírus no Rio de Janeiro", disse.

Edição: Fernando Fraga

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Voltar ao topo da página