Tecnologias da Embrapa ajudam Ceará a dobrar produção de algodão

Estado deve colher área de 2 mil hectares a partir deste mês

Publicado em 07/07/2020 - 05:55 Por Agência Brasil - Brasília

As tecnologias desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) ajudaram o Ceará a dobrar a safra de algodão neste ano. O estado deve colher uma área de aproximadamente 2 mil hectares de algodão a partir deste mês, graças a novas cultivares desenvolvidas pela pesquisa, o manejo moderno e apoio de assistência técnica rural, além do incentivo de grandes empresas têxteis.

“Desde 2019, começamos a produzir em uma nova base tecnológica adaptada à região. Com a tecnologia de que dispomos hoje, o Ceará tem todas as condições de ter um algodão de alta produtividade e qualidade”, afirmou Fábio de Albuquerque, pesquisador da Embrapa. Segundo ele, os custos de produção no Ceará podem ser equivalentes à metade, ou até mesmo a um terço dos custos de cultivo de algodão no cerrado.

O Projeto de Modernização da Cultura do Algodão teve início no estado em 2018, liderado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Ceará, com participação da Embrapa Algodão. O projeto também envolve diversas instituições de desenvolvimento da cadeia produtiva do algodão, secretarias municipais de Agricultura, instituições financeiras e representantes dos produtores.

O aumento na produção encontra mercado no próprio estado. O polo têxtil robusto do Ceará é o terceiro maior do país, com pelo menos quatro grandes empresas do setor com unidades no estado. Atualmente, a produção de algodão no estado se concentra em três polos principais: Cariri, Sertão Central e Chapada do Apodi.

Pragas

O estado passou décadas lidando com o bicudo, a principal praga do algodão e responsável por uma queda na produção durante muito tempo. “Quando o bicudo chegou, não tínhamos tecnologia para combater e perdemos a luta contra o inseto. Fazia uns 30 anos que não produzíamos algodão”, disse o produtor Marcos Landim, da região do Cariri cearense.

A praga ainda existe, mas hoje é possível identificar de maneira precoce o ataque praga e controlá-la. “Hoje em dia, nós temos tecnologia para prever a quantidade de bicudo que haverá por área e quando ele vai atacar”, explicou Landim.

Edição: Graça Adjuto

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Prefeito de Duas Barras, no Rio, morre vítima da covid-19

Equipe médica relatou que o político estava em franca recuperação, mas apresentou febre na tarde de ontem. Embora tenha sido medicado, não resistiu.

Logotipo do Google é exibido dentro de um prédio de escritórios em Zurique, Suíça.
Internacional

Google transforma smartphones Android em sensores de terremotos

"Estamos no caminho certo para enviar alertas de terremotos onde quer que haja smartphones", disse Richard Allen, diretor do laboratório sismológico da Universidade da Califórnia em Berkeley.

A Polícia Federal e a Receita Federal
Geral

PF e MPF cumprem mandados contra fraudes no fundo de pensão Postalis

A Operação Rebate investiga lavagem de dinheiro e aquisição de joias, metais e pedras preciosas pagos com dinheiro em espécie, por valores superiores a R$ 45 milhões.

leito hospitalar
Saúde

Senai já entregou mais de 2 mil respiradores recuperados a hospitais

Balanço da instituição mostra que 2.007 equipamentos foram entregues a instituições de saúde em 336 municípios de 24 estados e no Distrito Federal.

 A Secretária Nacional da Juventude, Jayana Nicaretta, durante solenidade de Celebração do Dia Internacional da Juventude, no Palácio do Planalto.
Política

Jayana Nicaretta é exonerada da Secretaria Nacional da Juventude

Portaria com a exoneração de Jayana do cargo, a partir de 7 de agosto deste ano, está publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira.

Primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern
Internacional

Covid-19: Nova Zelândia põe maior cidade em lockdown após 102 dias

Primeira-ministra Jacinda Ardern disse que Auckland entrará no nível três de restrições, a partir do meio-dia dessa quarta-feira (12), por "precaução". Moradores terão de ficar longe do trabalho e da escola.