ANP: compra direta de biodiesel supera demanda prevista para bimestre

Total contratado por distribuidores é 50% maior que o estimado

Publicado em 03/01/2022 - 19:06 Por Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro
Atualizado em 04/01/2022 - 19:05

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou, nesta segunda-feira (3), que os contratos feitos por distribuidores de combustíveis com produtores de biodiesel totalizaram 957 milhões de litros de litros desse produto para o abastecimento no primeiro bimestre deste ano. O volume contratado é cerca de 36% superior à demanda estimada de biodiesel para o período e objetiva o atendimento do percentual de mistura obrigatória ao óleo diesel.

A comercialização foi feita no novo modelo, implementado no dia 1º de janeiro, atendendo à Resolução nº 14/2020 do Conselho Nacional de Pesquisa Energética, e regulamentado pela Resolução ANP n° 857/2021. O novo formato estabelece que os distribuidores contratem e comprem o produto diretamente dos produtores, em substituição aos leilões de biodiesel.

Segundo a ANP, os contratos de fornecimento de biodiesel foram informados e validados com sucesso pelos distribuidores de combustíveis e produtores, por meio de sistema desenvolvido pela agência, denominado SRD-Biodiesel.

“A contratação acima da demanda estimada demonstra o sucesso do novo modelo de comercialização já no primeiro bimestre de sua vigência, com a adesão maciça dos distribuidores de combustíveis e dos produtores, garantindo o abastecimento ao consumidor final em todo o território nacional”, diz a ANP.

Matéria alterada às 19h03 para retificação de informação fornecida pela ANP. O dado do volume total contratado foi alterado no texto de 1,3 bilhão de litros para 957 milhões de litros, sendo 36% superior à meta demandada e não 50% conforme informado anteriormente.

Edição: Nádia Franco

Últimas notícias