Projeto de incentivo à leitura por meio do teatro estreia no Rio

Inscrições para a oficina de professores abrirão em 15 de setembro

Publicado em 21/08/2021 - 16:25 Por Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

O Projeto InConto Marcado, que promove o incentivo à leitura por meio do teatro e da educação, inicia atividades de sua primeira etapa no estado do Rio de Janeiro no dia 15 de setembro, com a abertura das inscrições para a Oficina Online de Teatro para Professores, voltado a educadores das seis cidades onde o projeto vai circular.

As inscrições podem ser feitas no site do projeto no dia 15 de setembro. No dia 22, será relançado o primeiro episódio do espetáculo Plantou Palavra, Colheu Poesia, totalmente reformulado, prevendo-se o lançamento dos cinco episódios restantes até o fim de outubro.

Criado pela produtora, educadora e atriz Daniele Yanes, que viveu quando menina, na televisão, a personagem Narizinho, do Sítio do Picapau Amarelo, de Monteiro Lobato, o Projeto InCanto Marcado será realizado em duas etapas: online e presencial. Daniele criou o projeto em Fortaleza (CE), onde morava, em 2010, e ganhou o Prêmio Funarte de Circulação Literária, além de quatro edições do Edital Mecenas das Artes do Ceará. Foram montados então dois espetáculos baseados em obras da literatura brasileira e contos Fio Após Fio e Brejo das Flores, que passaram por mais de 25 cidades do interior cearense.

“Até hoje, as duas ações do projeto, que são o espetáculo e as oficinas, têm sido direcionadas às escolas da rede pública de ensino. É o foco do projeto”, afirmou Daniele à Agência Brasil. Nos últimos dez anos, o InConto Marcado percorreu 30 cidades do Ceará e quatro cidades do Tocantins, com patrocínio da Enel e da Lei do ICMS.

Segundo Daniele, o projeto “bebe” em algumas das fontes mais tradicionais da arte brasileira, como o teatro mambembe, a contação de histórias e a literatura. O resultado é uma abordagem multidisciplinar, onde a literatura, o teatro e a educação unem forças para encantar pessoas de todas as idades. Desde a sua criação até hoje, o InConto Marcado atingiu um público total acima de 35 mil espectadores, além de mais de 1.600 professores capacitados nas oficinas de teatro.

Estreia

Esta é a primeira vez que o projeto vem para o Sudeste. A peça é gratuita, com classificação etária livre, a partir de 5 anos, e a estreia será em Petrópolis, região serrana do estado, no dia 5 de novembro. Daniele Yanes traz a terceira montagem do grupo, com a peça Plantou Palavra, Colheu Poesia, baseada no livro do mesmo nome da escritora cearense Socorro Acioli, que homenageia os poetas e artistas do sertão, em especial Antônio Gonçalves da Silva, mais conhecido como Patativa do Assaré, que foi um poeta popular, compositor, cantor e improvisador brasileiro.

“A gente traz um boneco do Patativa em tamanho natural. É uma peça com muita poesia e musicalidade. Nesse momento tão delicado de pandemia, estamos fazendo esse esforço para levar a peça nessas seis cidades com segurança e responsabilidade e a oficina também de teatro para os professores”, destacou Daniele.

Exercícios práticos

As oficinas serão realizadas nos formatos online e presencial. Elas envolvem propostas de exercícios práticos com respiração, trabalho vocal e corporal, que os professores podem fazer para ter uma habilidade maior na hora de se comunicar com o aluno e transmitir conteúdo. “Através do teatro, a gente quer ajudar os professores a terem mais facilidade de se expressar e se comunicar.”

Em cada município, as secretarias de Educação vão selecionar 80 professores para participar das oficinas virtuais. Quando as oficinas ocorrerem presencialmente, em novembro, o número será reduzido para 30, escolhidos entre os professores que mais se destacarem, explicou Daniele. “Vai ser em novembro, no mesmo momento em que a gente estiver nas cidades.”

As oficinas em Petrópolis serão no dia 4 e o espetáculo, no dia 5 de novembro. “E assim vai ocorrendo em todos os seis municípios. Na circulação toda, a gente faz essas duas ações. Uma etapa presencial da oficina, que fecha o ciclo, e a apresentação da peça”. No Rio de Janeiro, o espetáculo tem trilha original do multi instrumentista carioca Carlos Malta e do poeta e ator baiano Rodrigo Sestrem. Além da peça, a trilha faz parte dos seis episódios que serão lançados durante a turnê do projeto.

As cidades visitadas são Petrópolis, com a peça apresentada no dia 5 de novembro; Teresópolis, no dia 10; Nova Friburgo, dia 16; Bom Jardim, dia 19; Santa Maria Madalena, dia 24; e Niterói, no dia 3 de dezembro.

As oficinas presenciais ocorrerão sempre na véspera do espetáculo teatral. A organização do InConto Marcado escolheu para circulação uma região do interior fluminense próxima à capital, por uma questão de logística.

O espetáculo passeia por várias linguagens e utiliza recursos como bonecos, pernas de pau e música ao vivo para a construção de uma atmosfera poética e vibrante. A estética baseada em uma cultura lúdica e popular, simultaneamente, também aparece na construção dos adereços, que representam a Noite, o Dia e a Primavera Sertaneja, além dos figurinos e dos cenários, que foram pintados à mão.

No estado, o projeto tem patrocínio da Enel Distribuição Rio e da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, por meio do Edital Enel de Seleção de Projetos Culturais e Esportivos Incentivados - RJ.

Edição: Maria Claudia

Últimas notícias
Palácio do Supremo Tribunal Federal na Praça dos Três poderes em Brasília
Justiça

Ministra do STF libera execução das emendas do relator

A decisão foi tomada após o Congresso aprovar, na semana passada, resolução para cumprir parte da decisão de dar publicidade ao processo de destinação dos recursos.